Craque do Gauchão perde lugar para gringos e some na crise do Inter

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Internacional

    Andrigo sobrou da viagem para MG e CE e fecha um mês sem atuar pelo Inter

    Andrigo sobrou da viagem para MG e CE e fecha um mês sem atuar pelo Inter

Andrigo começou 2016 como uma das grandes apostas do Internacional, foi bem no primeiro semestre e entrou no Brasileirão com o título de craque do Campeonato Gaúcho. O prêmio foi concedido depois dos cinco gols marcados no estadual, mas precedeu uma queda grande. A crise vivida pelo time, o perfil e a chegada de reforços fizeram o camisa 20 sumir.

Considerado uma das grandes joias da base do Inter há anos, Andrigo completa nesta quinta-feira (22) um mês sem atuar. A última vez que jogou foi no final do duelo com o São Paulo.

Ele nem sequer foi relacionado para a gira do Inter por Minas Gerais e Ceará. A série de três partidas fora de casa, que começou segunda-feira e termina no domingo, fez o clube levar 23 atletas.

Internamente, a leitura é que o perfil de Andrigo não fecha com o momento atual do time. A chegada dos reforços também não ajudou.

Luis Manuel Seijas tirou espaço no meio-campo e Nico López virou concorrente para uma função mais avançada, exercida por Andrigo nos tempos de Argel Fucks como treinador do Colorado.

Até Eduardo Henrique, que estava no Atlético-MG, afetou a condição de Andrigo. Considerado um volante que pode ser deslocado para função de meia, ele empurrou o jovem para uma vaga mais abaixo na hierarquia.

O modelo de jogo de Celso Roth, a ideia de reforçar a marcação e agora recorrer aos experientes também não colabora.

Diante do Fortaleza, no jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, o Inter terá resgate de outro concorrente de Andrigo: Anderson. Titular em oito partidas no Brasileirão, autor de um gol, o craque do Campeonato Gaúcho vai ter que esperar mais um pouco para voltar a jogar.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA X INTERNACIONAL

Data e hora: 22/09/2016 (quinta-feira), às 19h15 (Brasília)
Local: estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Auxiliares: Anderson Coelho e Bruno Rizo (ambos de SP)

FORTALEZA: Ricardo Berna; Felipe, Lima, Edimar e William Simões; Juliano, Corrêa, Daniel Sobralense. Éverton e Juninho (João Paulo); Anselmo
Técnico: Hemerson Maria

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Ceará, Paulão, Eduardo e Alex; Fernando Bob, Fabinho, Anderson, Gustavo Ferrareis e Seijas; Brenner
Técnico: Celso Roth

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos