Dorival exalta classificação e evita priorizar 'caminho' para Libertadores

Do UOL, em Santos (SP)

O técnico Dorival Júnior destacou a postura ofensiva do Santos no empate contra o Vasco por 2 a 2 nesta quarta-feira, em São Januário, que garantiu a classificação de sua equipe para as quartas de final da Copa do Brasil. O time santista entrou em campo em vantagem no placar após vencer a primeira partida por 3 a 1 na Vila Belmiro e, mesmo assim, não jogou recuado.  

"É a maneira do Santos jogar, não vamos mudar. Podemos até perder algum jogo, mas não podemos abrir mão disso. A equipe tem essa condição. Foi um grande espetáculo, um bom jogo. Foi merecida essa classificação pelo que produzimos nas duas partidas", afirmou Dorival.

"Tenho que enaltecer tudo isso. Um trabalho em conjunto de equipe. A equipe mereceu o resultado pelo que produziu. O equilíbrio, a troca de passes, criamos com bola no chão", completou.

Apesar da classificação, Dorival prefere não arriscar o "caminho" mais fácil para chegar a Copa Libertadores da América de 2017 – Campeonato Brasileiro ou Copa do Brasil.

"Difícil falar. É muito cedo. Nenhum e nem outro (Brasileiro e Copa do Brasil). É uma mudança quase que constante", disse.

No ano passado, Dorival poupou o time na reta final do Brasileirão e priorizou a final da Copa do Brasil, diante do Palmeiras. A estratégia fracassou pois o Santos ficou de fora da Libertadores.

"Não muda em nada, eu tomaria a mesma atitude que tomei no ano passado. As pessoas não sabem o que acontece e falam sem base. As pessoas não têm ideias dos detalhes. Só quem está lá dentro vivendo sabe o que se passa. Treinador brasileiro erra sempre, ele só acerta na última partida, quando é campeão", lamentou Dorival.

"Eu vinha de dez partidas com chuva, jogamos em Curitiba com muita chuva. Falam sem dados, eu não me importo muito. O que importa é minha consciência. O Santos é a única equipe que teve a primeira lesão muscular, do Ricardo Oliveira, agora em setembro. Isso é um trabalho de uma equipe", concluiu.

Dorival foi questionado em entrevista coletiva sobre a estratégia pela vaga na Libertadores deste ano, pois entrou com o time reserva justamente contra o Vasco, em São Januário, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado. A derrota, por 1 a 0, na ocasião, encerrou qualquer chance  do Santos de brigar por uma vaga na competição continental através do Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos