Marcelo Oliveira diz que Atlético "vai com tudo" no Brasileiro e na Copa BR

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

Foi dramático, emocionante e com a "cara do Galo", conforme disse o atacante Robinho. Mas a classificação do Atlético-MG diante da Ponte Preta na Copa do Brasil não deixou o técnico Marcelo Oliveira totalmente satisfeito com sua equipe. Apesar da reação digna de elogios, o treinador dividiu sua entrevista em Campinas valorizando o feito dos atletas e ao mesmo tempo alertando que seus comandados podem fazer mais dentro de campo, seja pelo torneio mata-mata ou Brasileirão.

"Passamos por adversidades, mas o time persistiu, acreditou e manteve o equilíbrio emocional dentro do jogo. A Ponte Preta é uma equipe bem organizada, muito perigosa e que utilizou muita velocidade para tentar jogar no nosso erro. Mas falei com eles, time que faz o que fez hoje (quarta), pode fazer muito mais. Não podemos nos contentar e aceitar só isso. Vamos com tudo nas duas competições. Foi uma classificação sensacional e que nos fortalece muito", disse.

Apesar da classificação histórica que deixa o Atlético vivo na briga pelo bicampeonato, o time mineiro não fez lá uma apresentação de encher os olhos. No primeiro tempo, o Atlético mal conseguiu atacar e testou o gol de Aranha somente depois de meia hora de jogo. Por um erro na saída de bola, levou o gol da Ponte e por pouco não foi para o intervalo com um placar mais elástico. No início da etapa final, uma nova falha da zaga e outro gol paulista.

Com mais posse de bola para trabalhar, o Atlético foi melhorando em campo após a entrada de Cazares. Bem mais objetivo, o time diminuiu com Pratto, após assistência do equatoriano. No final do jogo, Robinho pegou a sobra no escanteio cobrado por Dátolo, que também saiu do banco, e deixou tudo igual.

"Nós tivemos um resultado ruim a ida e tivemos que correr atrás. A gente sabia que precisava marcar gols aqui, onde a Ponte Preta tem um bom aproveitamento, com um time muito bem armado pelo Eduardo Baptista. Levamos dois gols muito cedo, principalmente o segundo. Mas o time soube se portar, não rifou a bola e teve equilíbrio. Isso nos fortalece daqui para frente", acrescentou Marcelo Oliveira.

Tão importante quanto vencer e seguir vivo na Copa do Brasil, é voltar a jogar bem também no Brasileirão. Atualmente, a distância para o líder Palmeiras é de cinco pontos, restando ainda mais 12 rodadas para jogar. O próximo compromisso atleticano será às 18h30 deste domingo, contra o Internacional, no Independência.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos