Recuperado e com moral, Dátolo reconquista prestígio dentro do Atlético-MG

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Dátolo vibra com gol marcado por Lucas Pratto na vitória do Atlético-MG sobre o Internacional

    Dátolo vibra com gol marcado por Lucas Pratto na vitória do Atlético-MG sobre o Internacional

A fase de Dátolo no Atlético-MG parece começar a mudar. O argentino entrou no segundo tempo da vitória sobre o Internacional, teve boa atuação e participou do terceiro gol da equipe mineira. Um desempenho que ganhou elogios do técnico Marcelo Oliveira, que ressaltou sua confiança no jogador.

"Foi fundamental. Entrou, fez a jogada do terceiro gol e deu um pouco mais de cadência. Um jogo que nós erramos muitos passes no segundo tempo e perdemos muita a segunda bola. Isso que deu força para o adversário", disse o treinador.

Apesar de estar à frente no placar contra o Internacional, o Atlético-MG não conseguia controlar o jogo. No segundo tempo, a bola ficava mais nos pés da equipe visitante, que chegava mais ao ataque, apesar de não criar uma chance clara sequer. Mas o fato de a bola rondar mais o gol de Victor do que o de Danilo Fernandes criou um clima de preocupação no Independência.

A tranquilidade só chegou aos 35 minutos, com o terceiro gol atleticano, anotado por Lucas Pratto. Jogada entre os argentinos, Pratto recebeu o passe feito por Dátolo. Ambos saíram do banco de reservas e o camisa 10 ganhou destaque. Foi apenas a segunda partida de Dátolo em quase três meses. 

E não foi somente contra o Inter que Dátolo entrou e bem. Foi assim também contra a Ponte Preta, na semana anterior, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. O argentino entrou com o Atlético-MG perdendo por 2 a 1 e, no minuto seguinte, cobrou o escanteio que originou o gol de Robinho, o gol da classificação atleticana.

O fato de Dátolo recuperar o bom desempenho é bastante comemorado por Marcelo Oliveira. Durante o período em que o meia ficou fora de combate, o treinador atleticano fazia questão de dizer que contava com o argentino para a sequência da temporada. Dátolo ficou fora do time por causa de uma lesão muscular na coxa esquerda, a terceira da temporada 2016.

Recuperado, o jogador passou por problemas pessoais, como revelou após o empate com a Ponte Preta. Motivo pelo qual se recusou a jogar contra o Vitória e aumentou o tempo longe dos gramados. O período sem disputar jogos pelo Atlético apenas alimentou as especulações sobre uma possível saída, já que Fluminense e São Paulo chegaram a manifestar interesse no jogador. Mas Dátolo ficou e é uma opção importante para Marcelo Oliveira.

"O Dátolo era só uma questão de se sentir seguro e preparado. Estávamos ansiosos para ele voltasse, pois é um jogador de muita técnica. Mas o Dátolo ainda não tem condição de jogar nem um tempo inteiro ainda, a não ser um jogo de um apelo diferente, que o time esteja ganhando ou com um apelo mais ofensivo. Temos de ter esse cuidado, pois ele tem um histórico recente de lesões", completou treinador.

O trabalho agora é para que Dátolo tenha condições de suportar o maior tempo possível em campo. Com Cazeres convocado para a seleção do Equador, o Atlético vai precisar de um meia para ser titular contra o Corinthians, no dia 5 de outubro. E Dátolo aparece como o principal candidato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos