Atlético-MG sonha com o Brasileirão e trata Copa do Brasil como realidade

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético

    Lucas Pratto é a principal esperança de gols do Atlético-MG contra o Juventude

    Lucas Pratto é a principal esperança de gols do Atlético-MG contra o Juventude

Voltar a vencer o Campeonato Brasileiro depois de 45 anos é o grande sonho do Atlético-MG. Mas cinco pontos atrás do Palmeiras e restando 11 rodadas para o término da competição, o clube mineiro tem apenas 7% de chance de ser campeão nacional (segundo os sites Infobola e o do Departamento de Matemática da UFMG). Por isso, mesmo sem esquecer o Brasileirão, a Copa do Brasil se torna realidade dentro da Cidade do Galo. Campeão em 2014, o Atlético vai com força máxima no torneio, para tentar fechar o ano com título.

Por isso, mesmo com jogo importante pelo Brasileirão no sábado, contra a Ponte Preta, nada de poupar jogadores nesta quarta-feira, contra o Juventude. O técnico Marcelo Oliveira vai escalar o Atlético com o que ele tem de melhor à disposição. "Eu acho que ambas as competições são importantes para o clube, para nós, e para o torcedor também", comentou o comandante atleticano, que sabe como poucos disputar a Copa do Brasil.

Nas últimas cinco edições do torneio, Marcelo Oliveira esteve na final em quatro delas. Foram duas vezes com o Coritiba, uma com o Cruzeiro e outra com o Palmeiras. Atual campeão, Marcelo sabe que um dos segredos para ir bem na Copa do Brasil é o respeito aos adversários. O fato de o Atlético brigar pelo título do Brasileiro e enfrentar um rival da Série C não vai facilitar as coisas para equipe alvinegra, garante o técnico.

"Por mais que seja um time de outra divisão, eliminou o São Paulo. Não podemos nos deixar levar pelo adversário. Hoje todo mundo corre muito, dificulta, e eles vão tentar fazer isso aqui para levar a decisão para o Sul".

Com uma sequência de dois jogos por semana, a estratégia adotada pelo Atlético para suportar o ritmo e não perder mais jogadores lesionados foi modificar os treinos. Nada de trabalho pesado ou atividade com bola no campo. Apenas treinamentos mais leves, recuperação na academia e muito descanso. Foi assim que os jogadores do Atlético foram preparados nos dois últimos, após o triunfo sobre o Internacional.

"No mata-mata, a diferença é que você não pode deixar para lá. São dois jogos, ida e volta. Como o primeiro jogo é aqui, temos de fazer a diferença em casa. Não vai ser um jogo fácil, mas esperamos jogar como a gente vem jogando, no ataque, e tentar fazer uma boa vantagem. Independentemente de quem faça os gols, o importante é ganhar", completou Lucas Pratto, que certamente vai ser o titular, já que Fred não pode jogar pela Copa do Brasil.

E com um calendário tão apertado, a chance de fazer o primeiro jogo em Belo Horizonte pode ser um diferencial para o Atlético. Fazer um bom resultado pode dar a Marcelo Oliveira a chance de poupar o time para o duelo de volta, marcado para o dia 19 de outubro, em Caxias do Sul. Sonhando com o título brasileiro, qualquer detalhe pode fazer a diferença para o Atlético nesta disputa com Palmeiras e Flamengo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X JUVENTUDE

Data: 28 de setembro de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: Jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Van Gasse (ambos de SP)

ATLÉTICO-MG: Giovanni, Carlos César, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Júnior Urso e Cazares; Clayton, Robinho e Lucas Pratto.
Técnico: Marcelo Oliveira.

JUVENTUDE: Elias; Neguete, Klaus, Micael e Pará; Vacaria, Wanderson, Wallacer e Bruno; Roberson e Hugo.
Técnico: Antônio Carlos Zago.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos