Jogadores do Atlético-MG valorizam vantagem conquistada na Copa do Brasil

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

O Atlético-MG deixou a desejar diante do Juventude. Com uma atuação muito fraca, a equipe mineira conseguiu se impor sobre um adversário que está duas divisões abaixo no futebol brasileiro. Mesmo assim, com um futebol pobre e correndo alguns riscos na defesa, o Atlético venceu por 1 a 0 e vai com vantagem para o jogo de volta, dia 19 de outubro, em Caxias do Sul.

O fato de poder jogar por qualquer empate ou até mesmo de poder perder, desde que faça um pelo menos um e seja por um de diferença, faz com que os jogadores atleticanos comemorem o resultado desta quarta-feira, no Mineirão. Como fez o goleiro Victor.

"Talvez, tecnicamente, não foi um jogo ideal nosso. Mas a gente conseguiu o resultado. Poderíamos até ter um resultado melhor, principalmente pelo primeiro tempo. Mas a partir do momento que ficamos com um jogador a menos, tivemos de segurar o resultado. O importante foi a vitória e não levamos gol em casa. Agora, é procurar não administrar, mas aumentar essa vantagem na volta", disse o camisa 1 do Atlético.

Discurso parecido foi adotado pelo capitão Leonardo Silva. O zagueiro já defendeu o Juventude e sabe que o Atlético não vai ter vida fácil na partida de volta, no Estádio Alfredo Jaconi. Apesar da fraca exibição em Belo Horizonte, Leonardo Silva é outro que destaca a chance de o Atlético aumentar a vantagem no segundo jogo.

"Uma vitória importante, agora jogamos por empate. Lá é difícil e acredito que vão querer repetir o ritmo do primeiro jogo. Mas se a gente fizer um gol, vamos aumentar a nossa vantagem".

Mesmo com o resultado positivo, o desempenho ruim diante de uma equipe da Série C do Campeonato Brasileiro se tornou motivo de muita preocupação entre os torcedores atleticanos. Algo que o goleiro Victor fez questão de minimizar.

"Não existe adversário fácil e não existe adversário menos qualificado. Daqui para frente, a tendência é o aumento da dificuldade nos jogos. O Juventude é uma equipe bem montada, que briga pelo acesso, tem suas qualificações. Mas assim como buscamos o resultado contra a Ponte Preta, em Campinas, também podemos buscar em Caxias. Só corrigir algumas que a gente errou. O Atlético, independentemente do lugar que joga, sempre é muito forte".

Mas antes de pensar no jogo da volta com o Juventude, o Atlético volta a se preocupar com o Campeonato Brasileiro. São quatro rodadas até o próximo compromisso pela Copa do Brasil. O primeiro, neste sábado, contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. Depois o Atlético enfrenta Corinthians, América-MG e Botafogo, sendo que apenas o clássico vai ser em Belo Horizonte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos