Santos vence, mas gol fora de casa mantém Inter "vivo" na Copa do Brasil

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

O Santos venceu o time "misto" do Internacional por 2 a 1, nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de ida da Copa do Brasil, mas sofreu um gol perigoso após abrir 2 a 0 no placar. O gol de Seijas manteve o Inter vivo na competição, já que vitória colorada por 1 a 0 no jogo de volta, dia 19 de outubro, classifica os gaúchos para a semifinal.

Todos os gols ocorreram no segundo tempo. Os gols santistas foram marcados por Copete e Rodrigão.

Santos e Inter voltam a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado. A equipe santista encara o Atlético-PR, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro. Já os gaúchos enfrentam o Figueirense, em duelo decisivo contra o rebaixamento, às 21h (de Brasília), no estádio Beira-Rio.

Santos sem 3 titulares. E Inter só com 3 titulares

Folhapress

O Santos entrou em campo sem Ricardo Oliveira, Gustavo Henrique e Vitor Bueno, todos lesionados. Já o Inter atuou apenas com três titulares: Danilo Fernandes, Ernando e Fabinho. Isso porque Celso Roth priorizou o duelo decisivo contra o Figueirense, no sábado, em Porto Alegre. Os dois times brigam diretamente contra o rebaixamento no Brasileiro.  

Quem foi bem: Laterais garantem vitória do Santos

Ale Cabral/AGIF

Os laterais Victor Ferraz e Zeca desequilibraram no segundo tempo e garantiram a vitória santista. Com mais liberdade para atacar na etapa final, os dois "subiram" ao ataque para servirem os atacantes com qualidade. Zeca tocou para Copete, enquanto Ferraz deu belo passe para Rodrigão no segundo gol.  

Quem foi mal: Thiago Maia cai de rendimento após Rio-2016

O volante Thiago Maia caiu de rendimento após o seu retorno dos Jogos Olímpicos. Nesta quarta-feira, ele quase complicou o Santos no início da partida ao perder uma bola para Nico Lopez, que saiu na frente de Vanderlei, mas chutou mal.

Rodrigão desencanta após meses de jejum

O gol de Rodrigão contra o Inter encerrou um jejum de mais de dois meses do centroavante sem balançar as redes. O último gol de Rodrigão havia ocorrido na vitória do Santos por 3 a 0 contra a Chapecoense, no dia 3 de julho, pela 13ª rodada da competição

Santos vence no conjunto, mas 'peca' na qualidade individual

Ale Cabral/AGIF

Em relação a conjunto, o Santos foi melhor do que o Inter. No entanto, a equipe santista expõe a falta de qualidade técnica de seus jogadores. Apenas Lucas Lima acertava bons passes e boas finalizações, apesar de também errar bastante no jogo. Copete, Rodrigão e Vecchio exageraram em erros de passes e finalizações. No segundo tempo, Copete se redimiu ao abrir o placar para o Santos. O Inter, por sua vez, sentiu a falta de entrosamento de seu time reserva e apostava em um lance isolado de Valdivia e Nico Lopez, os mais batalhadores no ataque colorado.  

Roth 'ressuscita' Marquinhos e põe Inter no ataque

Ricardo Duarte/Internacional

Celso Roth mudou o Inter de última hora. O treinador deixou o time mais ofensivo: sacou Rak, um zagueiro uruguaio que iria atuar na lateral, e colocou Marquinhos (ex-Vitória e Cruzeiro), que fez sua estreia com o treinador. Com isso, Fabinho deixou o meio-campo e virou lateral direito. Marquinhos quase foi para o São Paulo, mas o negócio caiu no "último minuto" por conta de uma lesão muscular.

Vanderlei completa 100 jogos e pode ganhar renovação

O goleiro Vanderlei completou 100 jogos com a camisa do Santos nesta quarta-feira, na Vila Belmiro. O atleta, que tem contrato até dezembro de 2017, já negocia a renovação contratual por mais três temporadas. 

Ficha Técnica - Santos 2 x 1 Inter 

Data e horário: 28/09/2016, às 19h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, em Santos-SP
Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Público: 6.592
Renda: R$ 239.880,00
 
Gols: Copete aos três minutos e Copete aos dez do segundo tempo (Santos); Seijas aos 26 minutos do segundo tempo
 
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz, Zeca; Renato, Thiago Maia (Longuine), Lucas Lima, Vecchio (Paulinho), Copete; Rodrigão.
Técnico: Dorival Júnior. 
 
Internacional: Danilo Fernandes; Fabinho, Eduardo, Ernando e Artur; Fernando Bob, Eduardo Henrique e Seijas (Ceará); Valdívia, Marquinhos (Vitinho) e Nico López (Rodrigo Dourado)
Técnico: Celso Roth.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos