Mano critica árbitro em revés para o Corinthians: "Interpretou como sempre"

Do UOL, em Belo Horizonte

Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)

Mano Menezes crê que a atuação de Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO) foi preponderante para a derrota do Cruzeiro por 2 a 1 para o Corinthians, pela partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

O gaúcho acredita que, em jogos disputados na Arena Corinthians, os árbitros costumam interpretar de forma que beneficiam o mandante.

"Essa é uma característica de torneios como a Copa do Brasil. você tem que saber jogá-los. A derrota nunca é boa. Houve uma penalidade a favor e o árbitro interpretou como sempre se interpreta aqui, contra o adversário. São detalhes que se decidem um jogo. Houve um gol com o adversário adiantado que também não se enxerga", afirmou.

Embora já tenha treinado a equipe paulistana em duas oportunidades – entre 2008 e 2010 e em 2014 –, Mano Menezes garante que os benefícios da arbitragem não aconteceram durante as suas passagens pelo CT Joaquim Grava. Questionado sobre o fato, o comandante foi sucinto:

"Faltou uma palavra e eu vou completar agora. Recentemente. Está satisfeito?", indagou o técnico da equipe que ocupa a 17ª colocação do Campeonato Brasileiro até o momento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos