Título ou fuga da Série B. Prós e contras do Inter na Copa do Brasil

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Inter volta a ter Aylon (esq) como titular contra o Santos, no Beira-Rio

    Inter volta a ter Aylon (esq) como titular contra o Santos, no Beira-Rio

O Internacional precisa de uma vitória simples diante do Santos, nesta quarta-feira (19), para seguir na Copa do Brasil. Mas mesmo que o placar de 1 a 0 sirva, o clube gaúcho está dividido. A chance de buscar um título nacional após 23 anos pesa, assim como o foco total na luta contra o rebaixamento no Brasileirão.

Eliminar o Santos e chegar às semifinais tem seus prós, mas também contras. Entre bônus e ônus, o Inter procura o meio termo.

"Temos outra competição para dar mais moral e confiança ainda", disse Danilo Fernandes.

Em caso de classificação, o Internacional voltará a campo já na próxima semana. O calendário da CBF prevê início de disputa da semifinal a partir de 26 de outubro. Além de significar pelo menos mais dois jogos, com consequente desgaste físico, também demanda logística.

Depois de jogar com o Santos, nesta quarta, o Inter visita o Grêmio no domingo. A agenda do time de Celso Roth no Campeonato Brasileiro ainda conta com Santa Cruz, Palmeiras, Ponte Preta, Corinthians, Cruzeiro e Fluminense.

Tricampeão brasileiros na década de 1970, com o histórico time de Paulo Roberto Falcão e companhia, o Inter só abocanhou um título nacional outra vez em 1992. Bateu na trave em 2005, 2006 e 2009. E neste ano, sem participação na Libertadores, até tinha planos mais ousados para Copa do Brasil. A crise do time no Brasileirão não ajudou.

Celso Roth e a diretoria reiteraram, mesmo depois da saída da zona de rebaixamento, que o foco segue sendo na luta contra a queda no Brasileirão. A simples escalação, com apenas três titulares, já indica o caminho escolhido pelo Inter. Mas a equação entre prós e contras seguirá até o fim.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X SANTOS

Data e hora: 19/10/2016 (quarta-feira), às 19h30 (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises e Luiz Claudio Regazone (ambos do RJ)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Eduardo, Alan Costa, Ernando e Geferson; Fabinho, Eduardo Henrique, Eduardo Sasha, Andrigo e Alex; Aylon
Técnico: Celso Roth

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Paulinho, Copete e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior

Quer receber notícias do Internacional de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos