Cruzeiro teve "grandeza de campeão" e inspiração veio de derby inglês

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

    Copa do Brasil é possível se tiver grandeza de campeão. Para Mano, o Cruzeiro teve

    Copa do Brasil é possível se tiver grandeza de campeão. Para Mano, o Cruzeiro teve

Apesar dos dois gols de Ábila, o maior personagem da vitória por 4 a 2 e classificação do Cruzeiro na Copa do Brasil foi, sem dúvidas, De Arrascaeta. A lesão de Rafinha com menos de dez minutos reabriu as portas para o uruguaio no time titular, que aproveitou da melhor maneira possível no Mineirão. A ótima atuação do jogador chamou atenção de Mano Menezes, que buscou inspiração lá na Inglaterra para elogiar e explicar o que ele acredita ser a "grandeza de campeão", agora também presente no clube mineiro.

"O mais importante é um elenco de qualidade ter a grandeza de um campeão. Eu tinha acabado de assistir Liverpool e Manchester United (pelo Campeonato Inglês, na segunda-feira). Tinha visto cada um dos jogadores disputar cada metro do campo. E vi o Rooney no banco porque o treinador entendeu que para aquele jogo ele tinha que colocar um dos maiores jogadores da história do clube no banco. Se você acha que o treinador é capaz, quando ele te escolhe como titular, você tem que pensar a mesma coisa quando ele escolhe outro. Não dá para ser campeão com 11 jogadores, temos um grupo de qualidade, são jogos duríssimos. Então temos que ter essa grandeza de campeão e nosso time teve. Quando isso acontece, as coisas dão certo", falou.

Vale lembrar que o uruguaio passou por situação semelhante a de Rooney. Apesar de ser o líder de assistências e vice-artilheiro do time na temporada,  Arrascaeta havia começado as últimas cinco partidas no banco de reservas, justamente por causa da boa fase do companheiro Rafinha. A nova chance, contudo, serviu para resgatar a confiança e sair de campo com participação em três dos quatro gols celestes.

"Falava com Gino (volante do Cruzeiro), meu melhor amigo, que eu estava confiante, muito bem. A confiança é fundamental para cada um dentro do jogo, eu sabia que ia entrar bem, foi muito importante para mim", disse o camisa 10 na saída de campo.

Ainda vivo e na briga pelo pentacampeonato, o Cruzeiro seguirá dividindo as atenções com o Brasileiro, já que ainda não está totalmente folgado na tabela de classificação. No domingo, o duelo será contra o Vitória, que também luta para não cair. Na quarta-feira que vem, o foco volta para o torneio de mata-mata e o primeiro duelo das semifinais será contra o Grêmio, clube tradicional e que, assim como a Raposa, também já faturou a taça por quatro vezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos