Não dá para priorizar, diz Marcelo Oliveira após vaga na semifinal

Do UOL, em Belo Horizonte

Praticamente garantido na próxima Copa Libertadores, pelo Campeonato Brasileiro, mas com chances remotas de título, já que está oito pontos atrás do líder Palmeiras, o Atlético-MG poderia priorizar o torneio nesta reta final de temporada. No entanto, não é isso que a equipe alvinegra vai fazer. Pelo menos não neste momento.

"Penso que num clube como o Atlético, pela grandeza, pela torcida, pela tradição, neste momento não dá para priorizar não. Vamos repetir o time base, no máximo trocar uma ou outra peça", garantiu o técnico Marcelo Oliveira, que lamentou mais uma vez o excesso de jogos durante a temporada.

"No futebol brasileiro, com essa sequência de jogos, a cada jogo vai cair um, do Atlético e de outras equipes. Hoje foi a vez do Leonardo Silva, que vem jogando constantemente. Para o domingo temos de estudar que são os jogadores mais desgastados, mas não dá para priorizar. Temos de ir com força nas duas frentes, pois acreditamos nos dois campeonatos".

E o adversário do Atlético na semifinal da Copa do Brasil vai ser o Internacional. Poderia ser o Santos, que briga com o time mineiro pela terceira colocação no Campeonato Brasileiro. Mas não, vai ser o clube gaúcho, que luta contra o rebaixamento. Melhor? Não para Marcelo Oliveira, que espera por confrontos tão complicados como seriam com qualquer outro adversário.

"Não dá para pensar assim. No futebol atual não dá para escolher adversário, achar que é menos ruim. Basta ver que quando saiu o Juventude, alguém pode ter comemorado, pensando que teria facilidade. Mas não tem. Vai depender muito da nossa produção, independentemente de o Internacional estar em situação oposta no Brasileiro", comentou Marcelo Oliveira, que espera pelo sorteio dos mandos de campo para começar a definir a estratégia que o Atlético vai usar nos próximos jogos.

"Temos que preparar bem para quarta-feira, observando os jogadores que podem jogar no domingo (contra o Figueirense, pelo Brasileirão), para entrar forte. Vamos esperar apenas o mando de campo para definir a estratégia que vai ser usada", completou Marcelo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos