Troca forçada muda a partida e Arrascaeta entra para virar o homem do jogo

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte (MG)

Em alta por causa das últimas apresentações, o meia Rafinha ganhou a titularidade do Cruzeiro, mas teve pouco tempo para mostrar seu futebol contra o Corinthians. Passados apenas quatro minutos de jogo no Mineirão, o jogador sentiu dores musculares na coxa e precisou ser substituído de campo. Mas a mudança forçada que Mano se viu obrigado a fazer acabou mudando totalmente o rumo da partida. O substituto De Arrascaeta deu conta do recado, retomou a confiança e foi o cara da partida na vitória por 4 a 2. Autor de um gol, o uruguaio ainda ofereceu uma assistência para Ábila e sofreu o pênalti convertido pelo argentino.

"A vitória é do grupo que lutou muito, se sacrificou durante a semana. O time demonstrou isso em campo, se superou diante das adversidades. Esse é o caminho, agora é isso aqui (rendimento) para cima", disse o camisa 10, que mostrou sua importância com apenas sete minutos dentro de campo, quando cruzou de primeira para Ábila abrir o marcador.

"Sempre que eu puder entrar, vou dar meu melhor. Temos jogadores de qualidade, o Rafinha estava jogando bem. Fico feliz de poder entrar no jogo e ajudar o time a passar de fase", acrescentou.

Após inaugurar o placar, o Cruzeiro sofreu o empate do Corinthians, que marcou com Rodriguinho. No segundo tempo, Bruno Rodrigo voltou a colocar os mineiros na frente. Arrascaeta ainda sofreu o pênalti, convertido por Ábila, e ainda marcou o seu, o quarto da Raposa. No fim da partida, a equipe paulista ainda diminuiu o placar e deu ares de tensão nos últimos minutos, mas a equipe celeste conseguiu segurar a vitória por 4 a 2 e se garantiu na semifinal da Copa do Brasil. O próximo adversário na luta pelo pentacampeonato será o Grêmio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos