Inter mantém estratégia e deve usar reservas contra o Atlético-MG

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Aylon (centro) foi um dos destaques do Inter reserva que venceu o Santos

    Aylon (centro) foi um dos destaques do Inter reserva que venceu o Santos

A presença na semifinal não deve fazer o Internacional mudar sua maneira de encarar a Copa do Brasil. Com fôlego nas contas, mas ainda lutando para eliminar o risco de rebaixamento, o time gaúcho pretende escalar time reserva diante do Atlético-MG, no jogo de ida do duelo.

Contra Fortaleza e Santos, o Inter não escalou força máxima. Inclusive usou as partidas para dar ritmo a jogadores considerados suplentes e depois usá-los no Brasileirão.

"Provavelmente vamos manter a mesma estratégia de até agora. Provavelmente", disse Celso Roth, logo após o Gre-Nal, ao falar sobre a semifinal da Copa do Brasil.

Anselmo e Rodrigo Dourado estão suspensos no Campeonato Brasileiro – terceiro amarelo e expulsão, respectivamente – e por isso tem grandes chances de jogar na quarta-feira (26).

Alex cumpriu suspensão na 32ª rodada do Brasileirão e gera dúvida: ficará de fora para ser preservado e voltar contra o Santa Cruz ou entra no time misto/reserva para recuperar ritmo.

De resto, o time deve ser preservado. Autor de um dos gols na vitória de 2 a 0 em cima do Santos, Aylon é figura certa na formação que pega o Galo. Seijas, reserva no clássico, também.

A agenda do Internacional aponta jogo com Atlético-MG na quarta-feira e partida diante do Santa Cruz, no sábado. Os dois compromissos em Porto Alegre. Depois, o time sai para a volta com o Galo (2/11) e visita o Palmeiras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos