Por que centroavante do Cruzeiro foi rejeitado pelo Grêmio duas vezes

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

    Atacante argentino Ramón Ábila poderia ter jogado no Grêmio, mas não fechou

    Atacante argentino Ramón Ábila poderia ter jogado no Grêmio, mas não fechou

Ramón Ábila foi contratado pelo Cruzeiro em junho deste ano. A equipe mineira pagou US$ 4 milhões (R$ 13,4 milhões pela cotação da época) por 50% dos direitos do jogador, cujo contrato vai até 2020. E o Grêmio, adversário desta quarta-feira (26) nas semifinais da Copa do Brasil, poderia ter impedido tal acerto. O argentino foi oferecido duas vezes ao Tricolor, que rejeitou. 

A primeira vez que Ábila foi oferecido foi no começo do ano. Em janeiro, ao mesmo tempo que teve o nome apresentado ao Internacional, foi pauta no Grêmio. Tinha acabado de se destacar na Sul-Americana pelo Huracán e vivia valorização evidente. O Tricolor, contudo não mostrou real interesse. 
 
A razão para não investir em Ábila estava no elenco. O Grêmio tinha Bobô, que depois foi liberado para o Sydney, da Austrália, com contrato mais longo e não via espaço para o argentino ganhar oportunidades. Buscava, na época, um jogador de outra característica para o ataque. Queria velocidade em vez de força, por ser a preferência do técnico Roger Machado. Optou por Henrique Almeida. 
 
Além disso, o Tricolor apostou todas suas fichas na chegada de Miller Bolaños. Com auxílio de um investidor, gastou R$ 20 milhões no equatoriano e fechou ali a chegada de jogadores mais caros. 
 
Em seguida, pouco antes de fechar com o Cruzeiro, o nome de Ábila foi apresentado à direção gremista novamente. Desta vez a razão para não movimentar-se por ele foi financeira. Já fora da Libertadores e tentando nova estruturação, a chegada dele demandaria um esforço que o Tricolor não estava disposto a fazer. 
 
Ainda mais porque uma das condições aceitas pelos mineiros poderia acarretar ainda mais valores futuros. No contrato dele em Belo Horizonte há uma cláusula prevendo que se não houver negociação para ele no prazo de três temporadas, os outros 50% dos direitos precisam ser comprados com preço fixado em US$ 3,5 milhões (R$ 11,5 milhões na cotação da época). 
 
Com isso, o investimento bateria em US$ 7,5 milhões, atingindo os R$ 24,9 milhões na cotação daquele mês, batendo até o valor investido em Miller. 
 
Preservado da partida contra o Vitória, Ábila será titular no duelo das 21h45 (horário de Brasília). Hoje com Renato Gaúcho, o Grêmio lamenta a falta de um centroavante e já definiu a posição como primeira a receber reforços no ano que vem. 
 
Quer receber notícias de Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.
 
FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X GRÊMIO
Data e hora: 26/10/2016 (quarta-feira), às 21h45 (Brasília)
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Transmissão na TV: ESPN, FoxSports, Sportv e Globo
Árbitro: Pericles Bassols Cortez (PE)
Auxiliares:  Clóvis Amaral da Silva e Cleberson Leite (ambos de PE)
CRUZEIRO: Rafael; Lucas, Bruno Rodrigo, Léo e Edimar; Henrique, Lucas Romero e Robinho; Giorgian De Arrascaeta, Rafael Sóbis e Ramón Ábila.
TécnicoMano Menezes
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Maicon, Walace, Ramiro, Douglas e Pedro Rocha; Luan.
Técnico: Renato Gaúcho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos