Herói do Grêmio foi lançado por Felipão e é titular por 'obediência tática'

Do UOL, em Porto Alegre

Autor dos dois gols do Grêmio na primeira partida da final da Copa do Brasil, Pedro Rocha foi o grande nome da vitória por 3 a 1 sobre o Atlético-MG em Belo Horizonte. Um herói bem inesperado, se levado em consideração o status do atleta até então. Lançado por Felipão, o atacante só foi titular na partida decisiva por conta de sua obediência tática e até então era bastante questionado por perder muitos gols.

Renato Gaúcho não esconde que Pedro Rocha é titular do time por uma questão fundamental: obediência tática. Atuando aberto pela ponta esquerda, o jogador garante-se no posto que naturalmente seria ocupado por Everton por recuar e compor melhor o meio-campo defensivo, acompanhando o lateral rival.

"É um jogador em que apostamos bastante. Tenho mantido ele no time porque taticamente ele é muito bom jogador. Teve, hoje, uma atuação muito boa. Fez dois gols bonitos, e não errou os outros. Ele fez o que pedimos para ele. Teve tranquilidade, confiança, arriscou. Vale destacar o Victor, que é um goleiro com qualidade de seleção. Perdemos o Pedro depois, e a expulsão foi justa. O adversário cresceu, mas conseguimos o resultado", disse o técnico Renato Gaúcho, em entrevista ao UOL Esporte, em maio.

Vindo do Diadema por empréstimo, Rocha foi titular do Grêmio pela primeira vez no início do ano passado, em uma partida da Copa do Brasil contra o CRB. Felipão apostou no atacante e foi recompensado com dois gols. O atacante, porém, não conseguiu repetir com regularidade o bom desempenho. Conhecido por criar muitas chances de gol, o jogador é bastante cobrado por torcedores pelo número de oportunidades desperdiçadas.

Contra o Atlético-MG, Rocha viveu os dois lados desta moeda. Aos 32 minutos, recebeu de Douglas, driblou o marcador ao dominar a bola e colocou nas redes. Mas aos 42, entrou cara a cara com o goleiro Victor, em lance talvez mais fácil do que o que estufou as redes, e em vez de fazer chutou em cima do goleiro.

"Eles estão pecando no passe. Estamos aproveitando isso. Eu fiz o gol e tive outra chance, teria que matar. Mas na próxima oportunidade certamente vou fazer", afirmou no intervalo.

Estava certo. Logo em sua primeira oportunidade na etapa complementar, se livrou de três marcadores e deslocou Victor, fazendo o segundo gol do jogo.

No segundo tempo, Pedro Rocha foi expulso. Recebeu o primeiro cartão amarelo ao tirar a camisa na comemoração do gol e, posteriormente, acabou excluído ao fazer falta na defesa. Por pouco não foi de herói a vilão, já que o Atlético-MG cresceu no jogo e descontou com Gabriel. Mas um gol de Everton garantiu a boa vitória e a vantagem na decisão para o Grêmio.

O 3 a 1 deu ao Grêmio o direito de ser campeão da Copa do Brasil na próxima quarta-feira até mesmo com derrota por um gol de diferença. Suspenso, Pedro Rocha está fora da partida.

Quer receber notícias do Atlético-MG e Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos