Marcelo crê em taça, mas terá que obter vitória inédita no Atlético-MG

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

A derrota por 3 a 1 na Copa do Brasil não foi capaz de desanimar Marcelo Oliveira. Por mais que o técnico demonstre chateação pelo revés em pleno Mineirão e assuma a sua responsabilidade, ele não esconde o otimismo e garante que é possível inverter o resultado na próxima quarta-feira (30), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Questionado sobre o tropeço no Gigante da Pampulha, o técnico demonstra positivismo e adota o discurso do "eu acredito", criado pela torcida do Atlético-MG durante a Libertadores 2013.

"O resultado dá uma vantagem sensacional para o Grêmio, mas é possível. Vamos preparar jogadores que estão fora e podem nos ajudar muito. Ficou mais difícil, foi decepcionante, mas eu acredito sempre nisso", declarou.

Em 42 jogos à frente do Atlético-MG, Marcelo Oliveira obteve 18 vitórias, 14 empates e 10 derrotas. No período, ele jamais conseguiu um triunfo idêntico ao que necessita contra o Grêmio fora de seus domínios.

Após o revés por 3 a 1 para os gaúchos dentro de casa, o Atlético precisa vencer por dois gols de diferença para levar a disputa para os pênaltis. Somente um triunfo por diferença maior é capaz de dar o título à equipe de Belo Horizonte.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos