Que ano! De vaiado a ídolo, título deve dar mais um ano de Grêmio a Douglas

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    Douglas cresceu internamente e termina temporada como ídolo do Grêmio

    Douglas cresceu internamente e termina temporada como ídolo do Grêmio

Se um jogador do Grêmio venceu internamente em 2016, este foi Douglas. Começou a temporada sob desconfiança, chegou a ser vaiado e ter titularidade contestada no início do ano, mas virou ídolo com a proximidade da conquista da Copa do Brasil. E o bom desempenho renderá mais um ano de vínculo.

O camisa 10 tem um pré-contrato assinado desde agosto. Porém, se iniciou um debate sobre a duração do vínculo: seis meses ou um ano. A resposta dependeria do restante da temporada. 
 
E o desempenho foi totalmente satisfatório. Douglas teve titularidade questionada no início do ano. Era constantemente cobrado pelos torcedores pela 'falta de empenho' em campo. Os aficionados queriam a escalação de Bolaños ou até mesmo o jovem Lincoln. E Roger até testou o time sem ele no início do Brasileiro. 
 
Só que em campo comprovou-se a importância do camisa 10. Ele recuperou posto com as convocações do equatoriano para seleção, e desde então não deixou mais a equipe. 
 
Conquistou, aos poucos, a confiança dos torcedores. Foi da discussão à beira do campo quando era sacado no primeiro semestre aos aplausos que agora são repetidos a cada fim de jogo. Não é raro ver das cadeiras cartazes enaltecendo as qualidades e até o 'personagem' desregrado. 
 
"Renovação vamos falar depois (da final). Mas avalio a temporada da melhor forma possível, nunca fui me preocupar com as críticas e contestações. Mas avalio da melhor forma. Buscando no final do ano uma decisão, fui um dos que mais jogou no ano. Fico feliz e espero coroar com título", disse Douglas.
 

Exemplo para os mais jovens e amizade com Renato

Lucas Uebel/Grêmio

Douglas foi além do campo. Hoje é considerado um dos jogadores mais importantes no elenco do Grêmio. Não é raro vê-lo conversando com atletas mais jovens, orientando batidas na bola, fazendo as vezes de 'irmão mais velho'. É aquele tipo brincalhão que deixa o treinamento mais leve. E ao mesmo tempo o auxílio que atletas menos extrovertidos têm para ganharem a confiança dos demais. E isso também pesou na hora da decisão pela renovação. 
 
Outro ponto a favor de Douglas é a amizade com Renato Gaúcho. A personalidade parecida gera entre eles uma relação de 'disputa sadia' que satisfaz ambos. Renato propõe desafios que alimentam o 'Maestro' a tentar cada vez mais. 
 
"Ele é um jogador muito inteligente. Há poucos meias como ele no futebol brasileiro. Um dos últimos. E nós temos. Então, todo o time gostaria de ter um jogador como ele. Nós ficamos muito felizes", disse o comandante na última semana. 
 
Com salários e luvas já definidos, a assinatura de contrato deve demorar pouco após a conquista ou não da Copa do Brasil. O jogo final ocorre nesta quarta-feira às 21h45 (de Brasília), na Arena. 
 
Por ter vencido o jogo de ida por 3 a 1, em Belo Horizonte, o Tricolor pode até perder por um gol de diferença para o Atlético-MG que será campeão da Copa do Brasil. Se perder por dois gols de diferença, a decisão vai para os pênaltis.
 

Quer receber notícias do Grêmio de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos