Festa gera atraso e Grêmio chega à Arena uma hora antes da final

Jeremias Wernek e Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL

    Renato Gaúcho e Carol Portaluppi em chegada do Grêmio na Arena

    Renato Gaúcho e Carol Portaluppi em chegada do Grêmio na Arena

O Grêmio chegou atrasado para a final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (07), o deslocamento entre o hotel que serve de concentração para o Tricolor e a Arena acabou levando mais de 40 minutos. Tudo por conta da festa da torcida nos arredores da casa azul branca e preta. 

A delegação era esperada perto das 20h. Chegou apenas às 20h50 na Arena. Os jogadores completaram a entrada nos vestiários passava das 20h55, menos de uma hora antes da partida. 
 
Para se ter uma ideia da demora, os goleiros do Atlético-MG já aqueciam no gramado e a escalação do time visitante já tinha sido divulgada quando os gremistas entraram. 
 
A demora ocorreu por conta de uma grande festa no entorno da Arena fez com que o ônibus precisasse ficar parado por longos minutos. Torcedores munidos de instrumentos, sinalizadores, bandeiras e rojões fecharam a entrada dos atletas para celebrar a chance de conquistar a Copa do Brasil. 
 
A fumaça dos sinalizadores invadiu estacionamento e zona mista, deixando o local de difícil permanência. 
 
Com tudo isso, a entrada foi apressada e os jogadores precisaram acelerar o aquecimento. Grêmio e Atlético-MG jogam a partir das 21h45 (de Brasília) na Arena. O jogo de ida terminou 3 a 1 para o Tricolor, que é campeão com qualquer vitória, empate ou derrota por um gol de diferença. Em caso de derrota por dois gols de diferença, a decisão vai para os pênaltis, sem saldo qualificado. 
 

Familiares na concentração

 
De surpresa, o Grêmio levou até a concentração, familiares dos jogadores. A comoção foi geral pela proximidade do objetivo atingido com o título da Copa do Brasil. 
 

Carol Portaluppi acompanha o pai

 
Carol não esteve no ônibus da delegação do Grêmio, mas em um com os familiares que veio logo em seguida. Mas antes de ir aos vestiários, Renato foi até o estacionamento, buscou a filha e com ela se dirigiu até o local reservado apenas a pessoas do clube. Carol veste a camisa tricolor do Grêmio e verá a partida dos camarotes. Depois, o pai já garantiu que ela irá ao campo de jogo, como fez na semi contra o Cruzeiro. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos