Jadson perde pênalti, mas Corinthians elimina o Brusque na Copa do Brasil

Do UOL, em São Paulo

O Corinthians sofreu para eliminar o Brusque na noite desta quarta-feira, em Santa Catarina. O time alvinegro eliminou os catarinenses nos pênaltis após um empate sem gols no tempo normal e garantiu vaga na terceira fase da Copa do Brasil.

Jadson desperdiçou sua cobrança, mas a equipe corintiana venceu por 5 a 4, com último gol marcado por Romero - João Carlos e Carlos Alberto, ex-Corinthians, também erraram os chutes.

Com a classificação garantida, o Corinthians enfrentará o Luverdense na terceira fase da competição nacional. Ao contrário do que aconteceu até aqui, a vaga será decidida em dois duelos - os mandos de campo serão definidos nesta quinta-feira, às 12h, na CBF. As partidas serão disputadas nas duas próximas semanas.
 

De volta


Jadson, enfim, reestreou no Corinthians. Depois de quase quatro semanas em recuperação física, o meio-campista entrou em campo aos 12 minutos da etapa final no lugar do volante Fellipe Bastos. O time, então, passou a atuar no 4-2-3-1, com Gabriel e Maycon na contenção. Jadson atuou por dentro na linha de três, ao lado de Romero (à direita) e Léo Jabá (à esquerda).

Maldição?

FOM CONRADI/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Corinthians vinha de quatro eliminações seguidas após decisões por pênaltis: Grêmio na Copa do Brasil 2013, Palmeiras no Paulistão 2015, Audax no Paulistão 2016 e São Paulo na Florida Cup 2017. O time corintiano, em contrapartida, eliminou o São Paulo e o Palmeiras nas semifinais do estadual (2013 e 2011, respectivamente).

Reencontros

O jogo em Santa Catarina foi marcado por uma série de reencontros. Carlos Alberto, que defendeu o Corinthians nas temporadas 2007/2008, atuou como lateral esquerdo do Brusque. O meio-campo da equipe catarinense tinha Boquita. No banco de reservas, o técnico Pingo, volante que atuou no time corintiano em 1999.

Lances polêmicos


Dois lances causaram polêmica durante o duelo. No primeiro tempo, Léo Jabá caiu na área após uma disputa pela bola, mas viu o árbitro Péricles Bassols mandar o jogo seguir. Na etapa final, Belusso recebeu na frente e viu Pablo tocar nas suas pernas por baixo. O juiz novamente nada marcou.


Surpresas

O Corinthians disputa a sua 22ª edição da Copa do Brasil, Dono de três títulos, o time corintiano nunca foi eliminado por times pequenos. O Grêmio e o Cruzeiro são os maiores carrascos, com três vitórias cada (gaúchos em 1991, 1994, 1997, 2001 e 2013; e mineiros em 1996, 1998 e 2016). A equipe paulista perdeu ainda para Flamengo (1989), Inter (1992), Juventude (1999), Botafogo (2000), Vitória (2004), Figueirense (2005), Náutico (2007), Sport (2008), Atlético-MG (2014) e Santos (2015).  

Mais um clássico à vista

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Depois de derrotar o Palmeiras por 1 a 0 há uma semana, o Corinthians voltará a atuar em um clássico no próximo sábado. O adversário será o Santos, novamente em Itaquera, às 18h30, pelo Campeonato Paulista. O time de Fábio Carille soma 15 pontos em seis jogos e defende a primeira colocação geral do estadual.

Boa fase

O Brusque vive ótima fase no Campeonato Catarinense. Depois de oito rodadas, o time soma 15 pontos, com cinco vitórias. Com essa pontuação, a equipe ocupa a segunda colocação na tabela, atrás apenas do Avaí (20 pontos). No próximo sábado, o Brusque, campeão estadual em 1992, enfrenta o Joinville em casa.

FICHA TÉCNICA

BRUSQUE 0 (4) x 0  (5) CORINTHIANS

Local: Estádio Augusto Bauer, em Brusque
Competição: Copa do Brasil (2ª fase)
Data: 1º de março de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (PE)
Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré e Bruno Cesar Chaves Vieira (ambos PE)
Cartões amarelos: Eliomar e Carlos Alberto (Brusque); Gabriel, Giovanni Augusto e Fagner (Corinthians)

Pênaltis - acertaram: Belusso, Willian, Eliomar e Ricardo Lobo (Brusque);  Giovanni Augusto, Maycon, Fagner, Jô e Romero (Corinthians)
 
Pênaltis - erraram: João Carlos e Carlos Alberto (Brusque); Jadson (Corinthians)


BRUSQUE: Rodolpho, João Carlos, Cleyton, Neguete e Carlos Alberto; Mineiro, Boquita (Willian), Leílson e Eliomar; Belusso e Ricardo Lobo. Técnico: Pingo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena, Arana; Gabriel, Fellipe Bastos (Jadson), Maycon, Romero, Léo Jabá (Giovanni Augusto); Kazim (Jô). Técnico: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos