Cruzeiro joga pro gasto, vence Murici e encaminha classificação na Copa BR

Do UOL, em Belo Horizonte

O Cruzeiro foi até Alagoas enfrentar o Murici pela Copa do Brasil e deu um passo importante para se classificar. O compromisso foi o primeiro dos dois jogos pela terceira fase da competição e terminou com a vitória celeste por 2 a 0. Sem se esforçar muito, o time mineiro triunfou com gols de Manoel e Ramón Ábila, ambos na etapa final do encontro.

Agora, o Cruzeiro volta suas atenções para o Campeonato Mineiro e se prepara para o clássico contra o América-MG, no próximo domingo. Também no domingo, o Murici visita o CSE, na cidade de Palmeira dos Índios. Na quarta-feira da semana que vem, no mesmo horário, as equipes voltam a se encontrar, desta vez no Mineirão. Os adversários da quarta fase só serão conhecidos após sorteio.

O melhor: Cabral segue ditando o ritmo no meio-campo do Cruzeiro

Thiago Parmalat/Light Press/Cruzeiro

Apesar do Cruzeiro não ter jogado para encher os olhos, Ariel Cabral segue se destacando como um dos homens fortes no meio-campo. Pilar do time, o argentino foi, mais uma vez, essencial nas jogadas de saída de bola, além da eficiência nos desarmes.

Murici joga de peito aberto e dá trabalho

Apostando todas as suas fichas na partida de ida, o Murici fez seu jogo da vida e adotou uma estratégia que misturou ousadia com inocência. Explorando principalmente os lados do campo, a equipe alagoana teve mais posse de bola e buscou a meta rival com mais frequência. Porém, além de esbarrar na inferioridade técnica, a equipe também deixou espaços de sobra para o Cruzeiro explorar a bola longa e sofreu em lances de perigo com Thiago Neves. Quando perdeu forças no segundo tempo, mal conseguiu chegar à meta rival e acabou dominado. Bastou ao Cruzeiro acertar a marcação e se impor em campo para construir a vitória.

Com o pé no freio, Cruzeiro faz jogo de segurança

Seja por causa do campo ruim, do calor ou da existência do jogo da volta, o Cruzeiro não teve lá aquela intensidade mostrada nos primeiros jogos do ano. Com seus principais jogadores apagados, o goleiro Rafael chamou atenção nas boas intervenções que fez para evitar o gol do Murici. No setor ofensivo, Thiago Neves teve boas chances, mas parou no goleiro Dias. Assim como o meia, seus companheiros também sentiram bastante o gramado ruim e isso refletiu nos números. Diferente dos últimos jogos, a equipe errou muitos passes e passou a maior parte do jogo dominada no quesito posse de bola. Sem tanta inspiração por terra, a solução chegou pelo ar. Manoel aproveitou o cruzamento de Thiago Neves e marcou de cabeça o gol que garantiu a vitória aos mineiros. Já no apagar das luzes, Ábila entrou em campo, recebeu de Rafinha e anotou mais um.

Cruzeiro estampa campanha no Dia Internacional da Mulher

Thiago Parmalat/Light Press/Cruzeiro

Conforme divulgado pelo clube horas antes da partida, o Cruzeiro inovou em sua ação para o Dia Internacional da Mulher. Em campo, os números de alguns jogadores eram acompanhados por estatísticas da ONG que mostram os problemas sobre a condição feminina no país e no mundo.

Gramado ruim dificulta jogo das duas equipes

Thiago Parmalat/Light Press/Cruzeiro

Assunto polêmico desde o início do torneio, quando o Murici recebeu o Juventude e o América-MG, as condições do gramado do estádio José Gomes da Costa não eram nada boas. Por pelo menos 25 minutos, jogadores das duas equipes tiveram muitas dificuldades para se adaptar principalmente ao quique e domínio da bola.

Roberval Davino queima a regra três rápido, time cansa e é castigado

Eram decorridos 13 minutos do segundo tempo e o técnico Roberval Davino resolver fazer suas duas últimas substituições (a primeira foi no intervalo). Depois de um primeiro tempo intenso, a equipe não conseguiu evoluir e ainda viu as trocas surtirem poucos efeitos. De quebra, foi dominado pelo Cruzeiro e praticamente deu adeus à classificação.

Elber joga em casa e Mano tem sucesso nas trocas

Por pouco mais de 20 minutos, o atacante Elber teve a oportunidade de jogar um pouquinho mais perto de casa. O jogador do Cruzeiro é alagoano de Passo de Camaragibe, cidade que fica a apenas 84km de Murici, e contou com a torcida especial de alguns familiares no estádio. Os outros suplentes de Mano Menezes também ganharam destaque. Rafinha deu a assistência e Ábila marcou o segundo gol do time.

MURICI-AL 0x2 CRUZEIRO
Motivo: Jogo de ida, terceira fase, Copa do Brasil 2017
Data/Hora: 08/03/2017, às 21h45
Local: Estádio José Gomes da Costa, em Murici (AL)
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (BF-RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (CBF-RS) e Lúcio Beiersdorf Flor (CBF-RS)

GOLS: Manoel, 27'2ºT (0-1); Ábila, 43'2ºT (0-2)
Cartões amarelos: Edvaldo, Cláudio (MUR); Ezequiel (CRU)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: Ainda não divulgados.

MURICI-AL: Dias; Paulo Sérgio (João Paulo - Intervalo), Cláudio, Edson Veneno e Patrick; Edvaldo, Júnior Murici, Deizinho e Guêba; Alexandre (Alexsandro - 13'2ºT) e Katê (Tarcísio - 14'2ºT). Técnico: Roberval Davino.

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Léo, Manoel e Fabrício; Henrique, Ariel Cabral; Thiago Neves, Alisson (Rafinha - 16'2ºT), Arrascaeta (Elber - 26'2ºT); Rafael Sobis (Ramón Ábila - 39'2ºT). Técnico: Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos