Nenê lamenta pênalti "infeliz" de Manga e diz que elenco apoia Cristóvão

Do UOL, em São Paulo

Após salvar o Vasco de uma derrota em casa para o Vitória nesta quinta-feira (9), em São Januário, pela terceira fase da Copa do Brasil, o meia Nenê disse entender as cobranças da torcida e manifestou apoio ao estreante Manga Escobar, que cometeu um pênalti infantil ao cair na área e abraçar a bola no segundo tempo. O jogo terminou empatado por 1 a 1.

"É normal", disse Nenê na saída de campo sobre os protestos da torcida vascaína. "Eles vêm aqui torcer para a gente, a gente jogando bem pra caramba, e acaba tomando um gol em uma jogada infeliz do Manga, em uma situação dessas. Ele tem que levantar a cabeça e nós também, porque não acabou. Temos que ir lá e fazer o resultado, ponto", disse o camisa 10.

O experiente jogador também disse que o elenco está ao lado do técnico Cristóvão Borges, que foi muito xingado pela torcida durante a partida. "Com certeza ele tem o nosso apoio", declarou.

Já Manga Escobar disse que recebeu falta do jogador do Vitória, por isso agarrou a bola quando caiu no lance do pênalti.

"Infelizmente não foi a estreia sonhada. Acho que o jogador deles me tocou nas costas e me desequlibrou, por isso eu caí. Acho que foi falta, mas essas coisas acontecem. Estou triste e dolorido, mas tem que trabalhar forte e olhar para frente", disse o colombiano, também na saída do gramado.

O jogo de volta entre Vitória e Vasco acontece na próxima quarta-feira (15), no Barradão. O time baiano joga por um empate sem gols para se classificar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos