Rivalidade move o Inter e torna Corinthians 'adversário do ano'

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/SC Internacional

    Inter x Corinthians é considerado clássico pelo Colorado por conta da rivalidade

    Inter x Corinthians é considerado clássico pelo Colorado por conta da rivalidade

Inter e Corinthians não são clubes da mesma cidade, Estado ou região. Mas o passar do tempo tornou o duelo entre alvinegros e colorados repleto de rivalidade. E antes de começar o embate pela quarta fase da Copa do Brasil, é exatamente o clima de clássico que motiva os gaúchos. 

O Corinthians é quase o Grêmio para o time gaúcho. Este é o tom na direção, comissão técnica e jogadores do Inter ao detalharem o embate. Não se trata de um Gre-Nal, mas é a maior rivalidade do time vermelho exceto o histórico duelo contra o oponente de Porto Alegre. 
 
"Esperamos que o time evolua para jogarmos, talvez, o jogo mais importante do Inter. Sabemos que o jogo mais importante é sempre contra o Grêmio, mas nos últimos anos, com a rivalidade que se criou, jogamos talvez nosso 'jogo do ano' até agora", disse o técnico Antonio Carlos Zago. 
 
A rivalidade começou em 2005, com a polêmica anulação dos jogos apitados por Edílson Pereira de Carvalho no Campeonato Brasileiro e aumentou com o confronto entre os clubes na reta final da competição. O jogo terminou empatado, Tinga foi expulso por simular um pênalti até hoje bastante contestado e o Corinthians manteve a vantagem na liderança até o final da competição.
 
Dois anos depois, a rivalidade ganhou ainda mais força. O Corinthians foi rebaixado para Série B do Brasileiro ao empatar com o Grêmio em Porto Alegre. Depois do jogo, o goleiro Felipe disse que a queda se deu porque o Colorado 'entregou' o jogo para o Goiás. Simultâneo ao compromisso que resultou na queda corintiana, o Inter perdeu por 2 a 1, de virada. O Goiás escapou e o Corinthians caiu. 
 
Dois anos depois, o enfrentamento da final da Copa do Brasil foi repleto de polêmicas. O Inter considerou-se prejudicado no primeiro jogo da decisão, vencido pelo Corinthians por 2 a 0, em São Paulo. Nos dias que sucederam o jogo, o então vice de futebol do Inter Fernando Carvalho chamou a imprensa e revelou um DVD com supostos erros de arbitragem no torneio, todos em favor do Corinthians. O material foi, inclusive, entregou à CBF. O alvinegro paulista reagiu considerando absurda a tentativa de 'condicionar' o juiz. 
 
No segundo compromisso, o time de São Paulo conquistou a taça e o DVD virou motivo de provocação para os torcedores paulistas. 
 
Deste então, a cada vitória do Corinthians sobre o Inter, seja em campo, em disputas de tribunais ou até mesmo em negociações, o DVD é lembrado. Não apenas por torcedores, mas também por canais oficiais do clube ou mesmo telão dos jogos. 
 
O Inter responde. Ao vencer o Corinthians também cita o 'DVD' e rebate provocações sempre que possível. 
 
"Fora do nosso adversário regional, o Corinthians é o maior adversário que temos no cenário nacional hoje em dia. Faz parte da competição. Criou-se uma grande rivalidade. Vamos aguardar a partida e jogar de igual para igual. A obrigação é deles, conforme uma brincadeira de mal gosto que foi publicada no Twitter", disse o presidente Marcelo Medeiros, referindo-se a uma publicação de torcedores que se referia ao Inter como 'time de Série B'. 
 
O mesmo ainda foi utilizado pelo perfil oficial do clube paulista no ano passado. Depois de vencer o Inter com pênalti polêmico, o Twitter corintiano publicou "Boa segunda", com uma foto da partida, realizada em uma segunda-feira. Para os colorados, ficou a sensação de uma alusão à possível queda do Inter, que posteriormente veio a se confirmar. 
 
A CBF ainda não oficializou as datas dos duelos entre Corinthians e Inter. Certo é que a primeira partida será em Porto Alegre e a segunda em São Paulo. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos