"Ar de Série A": Por que o jogo com o Corinthians vale tanto para o Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Inter procura reaver autoestima abalada com rebaixamento da temporada passada

    Inter procura reaver autoestima abalada com rebaixamento da temporada passada

O Internacional trata o duelo contra o Corinthians, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), como 'jogo do ano'. O duelo, para efeitos de campeonato, está longe da maior pretensão desta temporada, que é voltar à elite do futebol brasileiro. Só que respirar 'ares de Série A' e poder recuperar a autoestima da torcida e do clube embalam a esperança alvirrubra.

"Sabemos que neste ano não enfrentaremos grandes equipes do futebol brasileiro. No primeiro semestre, Corinthians e Grêmio, mas estamos preparados para times grandes e pequenos. Estamos nos preparando para fazer um grande ano", disse o volante Rodrigo Dourado.

'Ar de Série A'

Esta semana pode ser única para o Inter. O clube, que disputará a segunda divisão pela primeira vez na história, vive a expectativa de encarar um clube da primeira divisão em uma competição nacional. Além dos duelos com o Grêmio, que podem acontecer na final do Gauchão, e do clássico já disputado, pode ser apenas isso no calendário vermelho.

Portanto, viver essa partida torna-se especial. Tanto que o treinamento de terça-feira foi totalmente fechado. Nem mesmo imagens de aquecimento puderam ser realizadas. E D'Alessandro, que desfalcou o time no último compromisso, é tratado como dúvida.

"Eu acho importante medir forças com grandes equipes do futebol brasileiro. Neste ano o Inter passa por uma temporada atípica. Não terá grandes confrontos. Como eu disse antes, temos que ir o mais longe possível sonhando em eliminar alguma etapa até com o título da Copa do Brasil", disse o técnico Antonio Carlos Zago.

Autoestima

Vencer o Corinthians pode recuperar o Inter. Parece pouco, mas a autoestima abalada com o rebaixamento do ano passado e pelo começo de ano instável deixou o clube e a torcida abalados. Uma vitória sobre um adversário de peso, ainda mais com a rivalidade entre eles, significa mais do que sair na frente na Copa do Brasil. Simboliza mostrar que ainda há forças para recolocar o Colorado no seleto grupo dos grandes times do Brasil.

Rivalidade

A rivalidade também motiva o Internacional. As frequentes 'cornetas' entre os clubes fazem a direção vermelha não esconder um empenho extra no duelo. "Fora do nosso adversário regional, o Corinthians é o maior adversário que temos no cenário nacional hoje em dia. Faz parte da competição. Criou-se uma grande rivalidade. Vamos aguardar a partida e jogar de igual para igual", definiu o presidente Marcelo Medeiros tão logo ficou definido o duelo da quarta fase.

A disputa ainda foi amplificada com o 'caso Valdívia' em que a negociação entre os clubes acabou frustrada e gerou acusações de parte a parte.

"Um jogo muito brigado. O time deles é um time aguerrido, que briga o tempo todo. O nosso também. Será um jogo bem disputado. Jogando o primeiro jogo em casa, não sofrer gol é muito importante. E para eles, marcar é importante. Esperamos que consigamos ganhar e não sofrer", disse.

Teste para Série B, consolidar esquema e ganhar fôlego

Os motivos técnicos para a importância do jogo são muitos. O teste para a Série B, que começa em um mês, é o primeiro deles. Fazer frente a um clube entre os maiores da Série A pode mostrar avanços consideráveis para a equipe 'em construção' do Internacional. Além disso, significa consolidar o sistema de jogo no 4-3-2-1 implantado por Antonio Carlos Zago e dá fôlego para as decisões imediatas do Campeonato Gaúcho.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X CORINTHIANS
Data e hora:
12/04/2017 (quarta-feira), às 21h45 (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Transmissão na TV: Globo e Sportv.
Árbitro: Wagner Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do RJ)
INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Edenílson, Carlinhos, D'Alessandro e Nico López; Brenner.
Técnico: Antonio Carlos Zago
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Romero; Clayton.
Técnico: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos