Corinthians sai na frente, mas Inter busca empate no Beira-Rio em 1º duelo

Diego Salgado e Marinho Saldanha

Do UOL, em São Paulo e Porto Alegre

O primeiro capítulo do mais novo embate entre Inter e Corinthians terminou em igualdade. Em um jogo movimentado e com muitas chances de gol, os rivais empataram por 1 a 1 no Beira-Rio, em Porto Alegre. Romero e Rodrigo Dourado balançaram as redes no duelo válido pela quarta fase da Copa do Brasil. 

A partida de volta será disputa na próxima quarta-feira, na Arena Corinthians, às 21h45 (de Brasília). A equipe paulista joga por um empate sem gols para avançar às oitavas de final. Um  novo placar de 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Caso haja igualdade a partir de 2 a 2, o Inter garante a classificação.

Vale muito para o Inter

Jeferson Guareze/AGIF

Desde o primeiro minuto, ficou claro o quanto o jogo valia para o Inter. Não só pelos mais de 30 mil torcedores no Beira-Rio. Não apenas pela rivalidade que se estabeleceu nos últimos anos com o Corinthians. Mas porque jogar contra um adversário grande, de Série A, poderia recuperar a autoestima da torcida e do clube.

Chances perdidas

O primeiro tempo foi marcado por chances claras de gols para os dois times. Romero perdeu um gol logo nos primeiros minutos e viu Marcelo Lomba fazer a defesa - o goleiro salvou um chute à queima-roupa de Maycon. O Inter quase abriu o placar com Rodrigo Dourado, mas Cássio conseguiu evitar. O time gaúcho ainda acertou a trave com Edenilson e desperdiçou uma oportunidade com Brenner, que errou uma finalização de cabeça.

Jogo quente

Marcado pela rivalidade, Inter e Corinthians fizeram um jogo quente nos primeiros lances. Em 18 minutos, três jogadores levaram cartão amarelo: Cuesta, Carlinhos e Maycon. Até o fim da etapa inicial, mais dois atletas foram advertidos: os laterais corintianos Fagner e Arana.

Arana dá mais um passe para gol

Jeferson Guareze/AGIF

O lateral esquerdo do Corinthians voltou a brilhar na temporada 2017. Arana deu a assistência para o gol de Romero no começo do segundo tempo - a quinta dele no ano. No lance, o atleta da base recebeu a bola do atacante Clayton, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro.

Ritmo forte

Abalado pelo rebaixamento do ano passado, pela forma que aconteceu com tentativas fora de campo de evitar a segunda divisão, fazer frente ao Corinthians serviria para mostrar que a temporada 2016 já não faz parte da rotina na casa vermelha. Por isso, o ritmo foi intenso. Em comparação com os demais jogos do ano, o Colorado entrou mais 'a fim' do que no clássico Gre-Nal, por exemplo.

Bola na área à exaustão

O Inter apostou todas as fichas nas jogadas pelo lado e as bolas alçadas na área. Para se ter uma ideia, o time de Antônio Carlos Zago fez 25 cruzamentos para os atacantes. A escolha facilitou a vida corintiana, que mostrou solidez com Balbuena e Pablo. No começo do segundo tempo, a insistência colorada deu resultado: após um escanteio, Dourado balançou a rede.

Novas peças

O Corinthians não pôde contar com dois titulares absolutos na partida desta quarta: Jadson e Jô foram poupados pelo técnico Fábio Carille. Marquinhos Gabriel, dessa forma, começou o jogo atuando pelo lado esquerdo, passando à faixa central na etapa final. Clayton, por sua vez, jogou na referência do ataque.

Vaias a Giovanni Augusto

O meia-atacante do Corinthians entrou em campo aos 17 minutos do segundo tempo e foi recebido com muitas vaias pelo torcedor do Inter. Vale lembrar que o corintiano não aceitou uma transferência para o clube gaúcho na negociação que envolvia Valdívia. Giovanni, porém, só ficou 17 minutos em campo e deixou o time contundido.

Primeiro mata-mata desde 2009

Os rivais voltaram a se enfrentar em um mata-mata depois de oito anos. Depois da decisão da Copa do Brasil de 2009, vencida pelo Corinthians, os times mediram forças 15 vezes, sempre pelo Campeonato Brasileiro - os paulistas venceram dez partidas, com dois empates e três derrotas.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 1 X 1 CORINTHIANS

Data: 12/04/2017 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Público pagante: 34.350
Público total: 37.259
Renda: R$ 1.637.000,50
Árbitro: Wagner Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Cuesta e Carlinhos (Inter); Fagner, Maycon e Arana (Corinthians)

Gols: Romero, aos sete, e Rodrigo Dourado, aos 11 minutos do segundo tempo

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Edenílson (Gutiérrez) e Uendel; D'Alessandro e Nico López (Valdívia); Brenner (Carlos). Técnico: Antonio Carlos Zago

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Arana; Gabriel e Maycon (Camacho); Romero, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Giovanni Augusto) (Léo Jabá); Clayton. Técnico: Fábio Carille.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos