Antecipação e contato. A estratégia do Inter para conter Jô, do Corinthians

Do UOL, em Porto Alegre

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Jô é arma do Corinthians contra o Internacional nesta quarta-feira

    Jô é arma do Corinthians contra o Internacional nesta quarta-feira

O Internacional tem um objetivo claro: para se classificar precisa parar Jô, atacante do Corinthians. E durante os treinamentos da semana, o técnico Antonio Carlos Zago usou sua experiência de ex-zagueiro para dar os caminhos do sucesso. 

"Ele cresceu muito no Corinthians, é a referência do time em bolas longas e alçadas. Então, temos que ter um cuidado especial, sim. É experiente e usa bem o corpo", afirmou o treinador do time gaúcho. 
 
Jô não disputou o jogo de ida, em que Inter e Corinthians ficaram no 1 a 1. Sem um jogador de igual característica, o time paulista mudou a forma de jogar e praticamente não levantou na área do Inter. Agora, Zago acredita em cruzamentos e jogadas de pivô. Por isso, quer apostar na antecipação usando a velocidade de Cuesta e Ortiz. Além de muita conversa. 
 
"O Jô começou a ver o gol novamente, porque tinha passado um tempo em branco. Mas é um grande jogador e conversamos muito nesta semana com Cuesta e Ortiz. O Cuesta já jogou contra ele, conhece a movimentação. Vamos fazer uma marcação boa na parte física e técnica. Temos zagueiros velozes e diferenciados na antecipação. Vamos conversar bastante, como já fizemos com eles", completou Antonio Carlos. 
 
Inter e Corinthians se enfrentam nesta quarta-feira a partir das 21h45 (de Brasília). Quem vencer avança na Copa do Brasil. Empate sem gols dá Corinthians, em 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis e em dois ou mais classifica o Inter. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos