Em dia de falha de Rodrigo Caio, São Paulo vence, mas Cruzeiro avança

Do UOL, em São Paulo

O São Paulo lutou e conseguiu quebrar a invencibilidade do Cruzeiro nesta temporada ao ganhar por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Mineirão. Mesmo assim, o Tricolor foi eliminado da Copa do Brasil, sendo a primeira queda de Rogério Ceni em uma competição como técnico. O Tricolor abriu o placar com Lucas Pratto e Gilberto marcou o segundo na etapa final. Os mineiros fizeram o seu em cobrança de falta de Thiago Neves, após falha de Rodrigo Caio.

No primeiro jogo do mata-mata, no Morumbi, o São Paulo havia perdido por 2 a 0 e, por isso, precisava vencer marcar mais um gol para seguir vivo no torneio. Agora, o Tricolor volta a jogar no domingo, no segundo duelo da semifinal do Campeonato Paulista. A equipe do técnico Rogério Ceni também precisa reverter a vantagem do arquirrival, que ganhou a partida de ida por 2 a 0.
 
Já o Cruzeiro aguarda o sorteio da CBF para saber quem vai enfrentar na sequência da competição. Antes, o time de Mano Menezes enfrenta o América neste domingo, em casa, pelo segundo e decisivo jogo da semifinal do Mineiro. Na abertura da série, o placar foi de 1 a 1.
 
Rodrigo Caio

O zagueiro era o centro das atenções no São Paulo depois do clássico contra o Corinthians - quando avisou o árbitro de que tinha acertado o goleiro Renan Ribeiro e evitou o cartão amarelo de Jô. No Mineirão, porém, a estrela do defensor não brilhou. Ele falhou algumas vezes, como na falta que originou o gol do Cruzeiro.
 
Pressão tricolor
 
Em desvantagem, o São Paulo partiu para o ataque nos primeiros instantes do jogo e criou as melhores oportunidades. Cueva, por exemplo, teve uma ótima oportunidade para abrir o placar. Lucas Pratto serviu o peruano, que, quase na marca do pênalti, bateu para fora. 
 
Cabeça boa 
Thomás Santos/AGIF
Lucas Pratto comemora gol
 
Depois de muita pressão, Pratto colocou o Tricolor na frente. O argentino aproveitou cruzamento da esquerda do estreante Morato e, de cabeça, mandou para o fundo das redes. Este foi o sexto gol do centroavante com a camisa do São Paulo, sendo todos de cabeça.
 
Rogério Ceni e Mano Menezes batem boca  
Thomás Santos/AGIF
Rogério Ceni e Mano Menezes
 
A contusão do zagueiro Manoel acirrou os ânimos no Mineirão. Rogério Ceni não gostou da demora do atleta para deixar o gramado. Ele caiu em campo por no mínimo três vezes. A reclamação do ex-goleiro irritou Mano Menezes. O técnico do Cruzeiro discutiu com o treinador do São Paulo e teve de ser contido por Pintado, membro da comissão paulista. A situação foi intermediada também pela arbitragem.

Contragolpe do Cruzeiro volta a funcionar diante do São Paulo
 
Arma diante do São Paulo no Morumbi, os lances de contra-ataque voltaram a funcionar no segundo tempo no Mineirão. Fechado no campo de defesa, o time de Mano Menezes saiu em velocidade com os homens de frente a fim de marcar um gol e matar o jogo. 

O empate da Raposa

O Cruzeiro mostrou disposição para buscar o empate no segundo tempo. Após falhar, Rodrigo Caio cometeu falta e recebeu o cartão amarelo. Thiago Neves cobrou, a bola desviou em Cueva e Renan Ribeiro não conseguiu fazer a defesa. 
 
Thiago Neves vira principal nome do setor ofensivo do Cruzeiro
 
Após sete jogos consecutivos sem marcar, Thiago Neves tomou gosto pelos gols. Na partida desta quarta-feira, diante do São Paulo, o meia-atacante deixou a sua marca em cobrança de falta e marcou o quarto nos últimos cinco jogos. As vítimas do atleta foram Atlético-MG, Nacional, do Paraguai, América-MG e São Paulo. Ele ainda se destaca pelos passes. Neste mesmo período, o craque se responsabilizou por duas assistências - contra o arquirrival e diante do Tricolor Paulista, no Morumbi.
 
Artilheiro tricolor
 
Gilberto também deixou a sua marca no Mineirão e recolocou o São Paulo na disputa pela vaga na Copa do Brasil. Maicon ajeitou a bola na área e o atacante completou para o gol. Este foi o 11º gol na temporada.
 
Cruzeiro perde invencibilidade de 22 partidas
 
O Cruzeiro sofreu a sua primeira derrota na temporada na noite desta quarta-feira. Invicta há 22 partidas, a equipe estava sofreu a sua última derrota em 27 de novembro do ano passado, contra o Internacional, por 1 a 0, no Beira-Rio. De lá para cá, disputou 23 compromissos, incluindo o revés para o São Paulo. Foram 17 triunfos e cinco igualdades neste período que incluiu jogos de Campeonato Brasileiro, Mineiro, Copa do Brasil e Sul-Americana.

Ficha técnica
Cruzeiro x São Paulo

Copa do Brasil - 4ª fase, jogo de volta
Local:
Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Cartões amarelos: Júnior Tavares, Rodrigo Caio (São Paulo)
Público e renda: 32.353 e R$ 1.105.377,00
Gols: Lucas Pratto aos 14 do 1º tempo; Thiago Neves aos 14 do 2º, Gilberto aos 33 do 2º
Cruzeiro: Rafael; Mayke, Léo, Manoel (Luis Caicedo) e Diogo Barbosa; Hudson, Ariel Cabral, De Arrascaeta (Alisson), Rafinha e Thiago Neves; Rafael Sóbis. Técnico: Mano Menezes.
São Paulo: Renan Ribeiro; Bruno (Jucilei), Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; João Schmidt, Wesley, Cícero (Gilberto) e Cueva (Thomaz); Morato e Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos