Jair fala em sentimento de orgulho após Botafogo virar com menos um

Do UOL, no Rio de Janeiro

Jair Ventura estava diferente na coletiva desta quarta-feira. Visivelmente emocionado, o treinador do Botafogo exaltou o feito da sua equipe, que virou sobre o Sport no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil com um jogador expulso ainda no primeiro tempo. Gatito ainda defendeu pênalti batido por Diego Souza.

"Sentimento meu de orgulho de comandar um time desse de homens, de entrega, intensidade. Apesar de ser jovem na profissão, não lembro de uma virada um tempo inteiro com um jogador a menos, contra um time de Série A, forte como é o Sport. Não lembro. Sensação hoje de orgulho porque sei que tenho jogadores que vão no limite. Lógico que não está classificado, vamos lá", disse Jair.

Para o comandante do Alvinegro, a vitória só veio após um sofrimento fora do normal, de acordo com as situações de jogo. Para Jair, isso mostra que o Botafogo se acostumou com jogos difíceis e se virar de acordo com as dificuldades impostas pelos adversários.

"Achei que mesmo sofrendo o gol nós estávamos melhor no jogo e não sentimos. A gente continuou em cima, em cima, e voltamos no 2º tempo correndo riscos. A vida de treinador é assim, de vez em quando tem que arriscar. Fiz sem medo, sabia que Pimpão taticamente é fantástico, cara cumpridor de função, você pede, ele faz. Muito orgulho, acho que esse ano tem coisa boa", completou.

Agora, os clubes decidirão a vaga nas quartas de final no jogo de volta, em Recife. Com a vantagem, o Botafogo só não avança se for derrotado pelo Sport. Se fizer mais de dois gols fora de casa, pode até ser derrotado por um gol de diferença - derrota por 2 a 1 leva a pênaltis. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos