Ederson se diz emocionado em volta ao gramado, mas admite falta de ritmo

Do UOL, no Rio de Janeiro

Após dez meses de recuperação, Ederson voltou a jogar futebol. Nesta quarta-feira, o camisa 10 entrou no segundo tempo do empate sem gols com o Atlético-GO pela Copa do Brasil e foi muito festejado pela torcida. O apoiador disse estar emocionado com a ocasião, mas admitiu que precisa de ritmo de jogo.

"Fiquei muito feliz de voltar aos campos e jogar com meus companheiros. Sensação boa. Joguei pouco mais de 20min. Preciso de jogar para pegar ritmo e entrosamento. Vai vir com o tempo. Estou agradecido pela força que recebi", disse o camisa 10.

Em 3 de julho de 2016, o meia Ederson sofreu com uma tesoura aplicada pelo lateral corintiano Fagner. A entrada foi o estopim para uma sequência de problemas físicos. O camisa 10 do Rubro-negro passou até por uma cirurgia no joelho esquerdo em setembro e o retorno aos campos chegou a ser posto em dúvida.

"Muito emocionado. Foi um período difícil, longo. Tive que ter paciência. Tive apoio da família e torcida. Recebi muitas mensagens e agradeço de coração. Quero trabalhar bastante para retribuir a todos eles e dar muita alegria a essa nação", completou Ederson.

Flamengo e Atlético-GO voltam a se enfrentar no dia 24 de maio, no Serra Dourado. Qualquer empate com gols favorece o time Carioca, que ainda passaria com qualquer vitória. Os goianos precisam do triunfo para avançar. Novo empate sem gols leva a decisão para os pênaltis.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos