Fla sofre, mas vai às quartas da Copa do BR com redenção de Matheus Sávio

Do UOL, no Rio de Janeiro

Uma semana depois do vexame da eliminação precoce na Copa Libertadores, o Flamengo espantou a zebra com muito sofrimento e garantiu a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (24), o Rubro-negro teve a sua pior atuação no ano, mas venceu o Atlético-GO por 2 a 1, no Serra Dourada - a partida de ida terminou empatada por 0 a 0.

Guerrero e Matheus Sávio fizeram os gols - Jorginho marcou para os donos da casa. O jovem da base rubro-negra teve uma noite de redenção depois de ser eleito pela torcida o vilão no vexame da Libertadores. Os cariocas aguardam o complemento da fase eliminatória para conhecer o próximo adversário em sorteio na CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Os times entram em campo no próximo domingo (28) pelo Campeonato Brasileiro. Às 16h (de Brasília), o Flamengo encara o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Já o Atlético-GO recebe o Corinthians, novamente no Serra Dourada.

Flamengo inicia jogo com quatro laterais

Por conta dos desfalques, o Flamengo entrou em campo com uma formação curiosa em razão das presenças de quatro laterais no time titular. Pará, Renê, Trauco e Rodinei foram escolhidos pelo técnico Zé Ricardo. Os dois primeiros fizeram a função tradicional, enquanto Trauco trabalhou pelo lado esquerdo do ataque, da mesma forma que Rodinei pela ponta direita.

Guerrero dá vantagem importante ao Flamengo

Embora diante de um adversário reconhecidamente inferior, o Flamengo pisou o gramado do Serra Dourada com o peso de garantir a classificação para evitar a instalação definitiva da crise. O gol de Guerrero foi fundamental para isso. Aos 12min, Renê cobrou lateral e Rodinei cabeceou para o meio depois de corte parcial da zaga. Sozinho e em posição legal, Guerrero dominou e estufou as redes.

Defesa cochila, Atlético-GO empata e põe fogo no jogo

Ainda que no primeiro tempo, o Flamengo tinha o domínio para conduzir a partida com relativa tranquilidade. Foi aí que a defesa começou a cochilar, especialmente Rafael Vaz, e proporcionou oportunidades aos donos da casa. Primeiro, Everaldo desviou e acertou a trave. Aos 27min, Eduardo cobrou lateral da direita, Everaldo desviou e Jorginho cabeceou para empatar o jogo. Aos 32min, Vaz se atrapalhou e perdeu a bola para Jorginho possibilitando nova investida do Atlético-GO, que passou a mandar na partida e teve chances para virar o placar ainda no primeiro tempo. O Flamengo saiu no lucro.

Flamengo paralisado diante de um Atlético-GO com alma de decisão

A segunda etapa foi um desespero para o torcedor do Flamengo. Enquanto o Atlético-GO se apresentou com alma de um jogo decisivo, o Rubro-negro carioca parecia paralisado diante da possibilidade de mais uma eliminação. Os goianos dominaram o meio de campo e enfileiraram chances de gol. Com sorte, os cariocas se livraram.

Matheus Sávio se redime e dá triunfo ao Flamengo

O cenário era péssimo para o Flamengo no jogo. O time colecionava falhas, errava saídas de bola e pouco criava. O técnico Zé Ricardo já era chamado de "burro" pelos torcedores quando Matheus Sávio fez o improvável para o que a partida apresentava. O vilão da Libertadores virou o herói da classificação sofrida em uma noite de atuação para esquecer do Flamengo. Aos 34min, o camisa 42 levantou na área. Um desvio leve no zagueiro fez a bola parar no fundo do gol de Felipe. O menino do Ninho do Urubu não conteve o choro. O gol salvou o emprego de Zé Ricardo e colocou o Flamengo nas quartas de final da Copa do Brasil.

CÉLIO MESSIAS/ESTADÃO CONTEÚDO

ATLÉTICO-GO 1 X 2 FLAMENGO

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Cartões amarelos: Luiz Fernando, Marcão e Roger (Atlético-GO); Pará e Guerrero (Flamengo)
Gols: Guerrero, aos 12min do primeiro tempo; Jorginho, aos 27min do primeiro tempo; Matheus Sávio, aos 34min do segundo tempo

Atlético-GO
Felipe; Jonathan (Eduardo), Ricardo Silva, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão, Igor, Luiz Fernando (João Pedro) e Jorginho; Everaldo (Walterson) e Júnior Viçosa
Técnico: Marcelo Cabo

Flamengo
Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão e Ederson (Romulo); Trauco (Mancuello), Rodinei (Matheus Sávio) e Guerrero
Técnico: Zé Ricardo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos