Cuca diz que Palmeiras fortaleceu elenco, mas piorou o time titular

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras investiu mais de R$ 70 milhões para construir o time de 2017 e, mesmo assim, ainda tem uma equipe titular pior do que a que tinha em 2016. A análise é de Cuca, que mostrou que não está satisfeito com o que o time apresentou dentro de campo na classificação diante do Internacional na Copa do Brasil. 

Na análise do treinador, o elenco está muito melhor, mas os 11 titulares sofreram uma queda por causa da saída de Gabriel Jesus e Vitor Hugo, que foram vendidos, além de Moisés, que está machucado.

"Isso (Palmeiras entrar como favorito sempre) a gente está batendo sempre, né? Eu já falei muitas vezes: o Palmeiras fortaleceu muito o seu elenco, mas se você pegar o time, do ano passado e desse, não fortaleceu. Pelo contrário. Perdeu Vitor Hugo, Moisés e Jesus. É raro achar três caras assim. Fortaleceu muito o elenco, mas não o time. Não adianta falar que vai ganhar tudo, porque se não tiver entrega não vai ganhar", analisou em entrevista coletiva.

Depois, em entrevista ao Sportv, voltou a fazer críticas aos 11 que normalmente iniciam a partida e disse que as cifras do alto investimento para reforçar o grupo aumentam muito a pressão.

"É nítido (que o time titular piorou), mas a cobrança aumentou. Como aumentar a cobrança e colocar pressão se não melhoramos? O preço do Borja significa isso. Quanto é que foi o preço? Gastou R$ 100 milhões? Mas arrecadou R$ 150 milhões em dois jogadores. Não adianta jogar peso grande assim porque não eles não dão conta. A gente precisa melhorar a equipe". 

Ao fazer a análise do jogo, o treinador afirmou que o Palmeiras precisa jogar melhor e destacou que a equipe melhorou bastante no segundo tempo, mas que foi muito mal nos primeiros 45 minutos.

"O segundo tempo teve o escanteio do Inter e só. No mais a gente teve um controle melhor do que no primeiro tempo, porque o primeiro tempo foi muito ruim", explicou.

"Você prepara o seu time sabendo que é uma decisão, se você não entrar a todo vapor, o adversário entra motivado e um time bom que é o Inter. É um time igual a qualquer um da Série A. E aí você não entra naquele nível de competição igual não entramos. O Inter poderia ter feito mais de um gol em 15 minutos. Tudo o que foi falado na preleção e vestiário, para que se comece com uma maneira agressiva e tudo poderia ter ido para fora", finalizou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos