Cuca se incomoda com repórter por "Cucabol", mas faz as pazes ao vivo

Do UOL, em São Paulo (SP)

O 'Cucabol' retornou à vida de Cuca na noite desta quarta-feira, no Estádio Beira-Rio. O gol da classificação palmeirense saiu em uma jogada aérea concluída por Thiago Santos, e o termo pejorativo – na visão do próprio treinador – segue como um incômodo, como o comandante da equipe alviverde manifestou depois da derrota por 2 a 1.

Um repórter perguntou sobre a volta do 'Cucabol', e imediatamente Cuca fechou a expressão. A reação espontânea do treinador foi questionar o jornalista. "Cucabol? Quem disse isso? Você que precisa falar", disse o treinador, que recebeu a 'bola aérea' como resposta.

"Ah, jogar a bola na área é Cucabol? Eu fico triste quando vocês falam essas coisas", criticou o treinador campeão brasileiro no ano passado em entrevista coletiva.

"Quando você está em uma batalha, você precisa perfurar o adversário não importa por onde. Se for bonzinho, você sai cheio de barro. Não consegue vitória alguma. Às vezes isso é trabalho, jogada ensaiada. Aí é Cucabol", argumentou o treinador.

O stress com o repórter, no entanto, durou alguns minutos. Depois de digerir a classificação conquistada graças ao gol anotado fora de casa – no Allianz Parque, o Palmeiras vencera por 1 a 0 -, Cuca mostrou bom humor com o profissional responsável por relembrar o termo no Sul.

Ao vivo, durante um programa no canal de TV por assinatura SporTV, Cuca abraçou o jornalista, que foi convidado a entrar no ar pela reportagem do canal da Globosat. O repórter do 'Cucabol' ganhou até um cafuné no cabelo do técnico palmeirense, incomodado, no entanto, com a atuação da equipe em Porto Alegre.

Para Cuca, Palmeiras melhorou no segundo tempo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos