Rodada da Copa do Brasil tem arbitragens polêmicas; confira os lances

Do UOL, em São Paulo

A rodada de quarta-feira (31) da Copa do Brasil ficou marcada por lances de arbitragens polêmicos. Torcedores de vários times ficaram insatisfeitos com os homens do apito por jogadas que foram desde pênaltis não marcados até gols anulados, passando por expulsões duvidosas.

Confira a seguir os principais momentos em que as decisões dos árbitros foram o centro das atenções em três partidas da rodada:

Fluminense 0 x 2 Grêmio

No jogo em que o Grêmio eliminou o Flu com uma vitória no Maracanã, já rolou polêmica logo aos cinco minutos. O zagueiro Nogueira deu uma entrada por trás em Luan durante um contra-ataque gremista, e o árbitro Thiago Duarte Peixoto não teve dúvidas: cartão vermelho direto aos 4min do primeiro tempo.

Depois, a torcida do Fluminense ficou na bronca com a arbitragem por causa de uma entrada também forte do gremista Kannemann em cima de Henrique Dourado. Os jogadores do time carioca pediram a expulsão e compararam o lance com o de Nogueira, mas Peixoto deu apenas amarelo.

Mas também teve reclamação do lado do Grêmio. Em um chute de Barrios dentro da área, a bola bateu em cheio no braço do zagueiro Henrique, que se jogou para tentar bloquear a finalização. A arbitragem não interpretou como pênalti e mandou o jogo seguir.

Sport 1 x 1 Botafogo

O Botafogo eliminou o Sport com um empate fora de casa por 1 a 1, depois de vencer o jogo de ida por 2 a 1 no Rio de Janeiro. Mesmo com a classificação, os cariocas saíram reclamando de um gol mal anulado de Rodrigo Pimpão por impedimento: o atacante alvinegro estava bem atrás da linha da bola no momento do passe. Erro da bandeirinha Tatiane Sacilotti.

Internacional 2 x 1 Palmeiras

O Palmeiras perdeu no Beira-Rio, mas garantiu vaga nas quartas de final por causa do gol fora de casa – no jogo de ida, em São Paulo, venceu por 1 a 0. Os alviverdes reclamaram muito de um gol anulado de Roger Guedes no primeiro tempo, após passe de Dudu. A arbitragem assinalou impedimento no lance.

Além disso, um chute de Willian bloqueado com o braço pelo zagueiro Léo Ortiz foi interpretado pelo árbitro Ricardo Marques Ribeiro como lance normal. O Palmeiras perdia por 1 a 0 quando a jogada aconteceu.

Por fim, no segundo tempo, um cartão amarelo para Felipe Melo também gerou reclamações alviverdes. Segundo o volante do Palmeiras, o carrinho em cima de Nico López pegou só na bola.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos