Guerra sai no intervalo e preocupa Cuca para a Libertadores

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Ale Cabral/AGIF

Um dos grandes destaques do Palmeiras nas últimas semanas, o meia Alejandro Guerra se tornou uma preocupação para a comissão técnica na noite desta quarta-feira. O venezuelano sentiu uma lesão ainda na primeira etapa no empate por 3 a 3 contra o Cruzeiro, no Allianz Parque, pelas quartas de final da Copa do Brasil, e deixou o gramado ainda no intervalo.

O problema físico chega em um momento complicado da temporada. Daqui a uma semana, o Palmeiras inicia a briga por uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores diante do Barcelona-EQU, no Equador. Guerra será reavaliado nesta quinta-feira para saber a gravidade do ocorrido.

"Lamentamos a lesão do Guerra. Temos que ver de que grau foi e de que forma vamos poder contar com ele [Libertadores]", afirmou o treinador, em entrevista coletiva concedida depois do jogo desta quarta.

Guerra era ausência certa para o compromisso de sábado, contra o Grêmio, antes mesmo de sair lesionado contra o Cruzeiro. O camisa 18 recebeu o terceiro cartão amarelo na vitória do último final de semana contra a Ponte Preta, em partida na qual atuou dois gols.

O venezuelano, portanto, descansaria no final de semana para o compromisso da Copa Libertadores. Agora, o camisa 18 aguardará o resultado dos primeiros exames para saber se reforçará o atual campeão brasileiro na primeira etapa de mata-mata do torneio sul-americano.

Para o fim de semana contra o Grêmio, além de Guerra, o Palmeiras não contará com os também suspensos Tchê Tchê (expulso contra a Ponte Preta) e Yerry Mina (também com três cartões amarelos).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos