Borja tenta "virar jogo" no palco em que Jesus desabrochou no Palmeiras

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Ale Cabral/AGIF

    Única opção de centroavante para esta quarta, Borja deve ganhar nova chance

    Única opção de centroavante para esta quarta, Borja deve ganhar nova chance

Há quase dois anos, Gabriel Jesus se estabeleceu como um "jogador grande" ao anotar dois gols diante do Cruzeiro, no Mineirão, e classificar o Palmeiras para as quartas de final da Copa do Brasil de 2015. O clube alviverde terminou campeão e Jesus desabrochou de vez a partir daquela noite. Nesta quarta, 26 de julho, é Miguel Borja quem encara esta oportunidade de frente. E justamente contra o mesmo adversário, no mesmo palco.

A lesão muscular de Willian, que tirará o artilheiro palmeirense de ação por até seis semanas, e o veto à inscrição de Deyverson, contratado depois do encerramento do prazo de novos nomes para a Copa do Brasil, abriram espaço para o colombiano no confronto decisivo pelas quartas de final do torneio.

O duelo tem início previsto para as 21h45 (de Brasília), e o Palmeiras entra em desvantagem. O primeiro encontro entre os dois Palestras, no Allianz Parque, há um mês, terminou empatado por 3 a 3, resultado que obriga o time alviverde a vencer para avançar à semifinal – uma nova igualdade, desde que o time de Cuca anote quatro gols em BH, também classifica o lado verde do duelo.

A escalação (ou não) de Borja terá confirmação apenas 1h antes do jogo; Cuca escondeu a reta final de preparação e fechou a atividade da última terça-feira, na Cidade do Galo. Todavia, o Palmeiras depende do resultado positivo para avançar, e o irregular colombiano, ainda à procura de um "jogo grande" com a camisa alviverde, surge como a única opção como referência no setor ofensivo.

O colombiano conta com outro fator que colabora para a escalação contra o Cruzeiro. O camisa 9 descansou durante o fim de semana, por conta da suspensão por três cartões amarelos no Campeonato Brasileiro. Borja chega ao Mineirão bem fisicamente e ciente de que o confronto desta quarta pode gerar uma reviravolta com a camisa palmeirense.

Borja sofre por não possuir características consideradas ideais por Cuca para o esquema de jogo adotado. O colombiano pressiona pouco a marcação sobre os zagueiros e ainda possui um jogo mais travado fora da área. A chegada de Deyverson, na análise da comissão técnica, supre estes dois fatores, por exemplo – o Palmeiras enxerga o novo reforço como capaz de atuar nas três posições de ataque.

Caso se confirme, sem Cuca alterar o plano ofensivo – Erik no centro pode surgir como uma opção de velocidade, mas o Palmeiras depende do resultado para avançar -, Borja ganhará a segunda grande oportunidade sob o comando do técnico campeão nacional no ano passado.

O último jogo no qual ocupou uma vaga de titular foi em 5 de julho, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. Diante do Barcelona-EQU, em Guayaquil, ele pouco participou do jogo e se mostrou aquém dos companheiros, mesmo nos melhores momentos do Palmeiras na derrota por 1 a 0.

O revés no Equador obriga o atual campeão nacional a triunfar por dois gols de diferença, no dia 9, para avançar no torneio continental. Situação ainda mais desconfortável em comparação àquela encontrada pelo elenco do Cuca diante do Cruzeiro na Copa do Brasil.

Agora, no mesmo palco em que Jesus desabrochou no Palmeiras, Borja deve ganhar nova chance. A inspiração no último grande centroavante palmeirense serve como alento para o colombiano de R$ 35 milhões, enfim, convencer com a camisa 9.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO x PALMEIRAS

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 26 de julho de 2017 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)

CRUZEIRO: Fabio; Lucas Romero, Murilo, Leo e Diogo Barbosa; Henrique e Ariel Cabral; Alisson, Thiago Neves e Elber; Rafael Sóbis.
Técnico: Mano Menezes.

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Yerry Mina, Edu Dracena e Egídio; Thiago Santos, Felipe Melo (Tchê Tchê) e Alejandro Guerra; Róger Guedes, Miguel Borja (Erik) e Dudu.
Técnico: Cuca.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos