Fábio pega pênalti de Luan e Cruzeiro volta à final da Copa do Brasil

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

O Cruzeiro está na final da Copa do Brasil. A vitória por 1 a 0 e o triunfo nos pênaltis (3 a 2) sobre o Grêmio levam a equipe à sétima decisão do torneio em sua história. Hudson marcou o gol no tempo normal. Os mineiros têm quatro taças da competição.

O jogo da ida, ocorrido em Porto Alegre, na última semana, terminou em 1 a 0 para o Tricolor Gaúcho. Lucas Barrios foi o responsável por anotar o único gol do confronto. O rival na final será o Flamengo, que venceu o Botafogo, no Engenhão.

O melhor: Thiago Neves se movimenta, cria e incomoda Grohe

O momento de Thiago Neves no Cruzeiro é quase perfeito. O meia-atacante tem cometido poquíssimos erros na equipe. A atuação desta quarta-feira foi mais uma do atleta em alto nível. O camisa 30 exigiu defesas de Marcelo Grohe, acertou outras finalizações e deu assistência para o gol de Hudson no segundo tempo do confronto.

O pior: Pedro Rocha falha na criação de jogadas e nas finalizações

Uma das esperanças de gol do Grêmio, o atacante foi presa fácil para a marcação do Cruzeiro no jogo disputado no Mineirão. Deslocado para o lado esquerdo do ataque, o atleta teve dificuldades para se desvencilhar da marcação do lateral direito Ezequiel e do volante Hudson.

Mano aposta em Cruzeiro sem centroavante, mas sem efeito

Como Sassá não está inscrito na Copa do Brasil, o treinador da Raposa apostou em uma equipe sem centroavante de origem. Thiago Neves foi escalado como falso 9, à frente de uma linha composta por Alisson, Élber e Robinho. A opção do técnico, porém, não surtiu efeito na primeira etapa. O fato culminou até em crítica por parte de Robinho: "Temos que ver o que o Mano vai falar no intervalo, porque tem que corrigir. A gente não está conseguindo finalizar".

Renato Gaúcho mantém formação, mas Grêmio tem dificuldades nos chutes

A ideia de Renato Portaluppi foi manter a forma de jogo do Grêmio. O ponto positivo da equipe, no entanto, não funcionou no Mineirão. A criação de jogadas foi falha e, quando tiveram uma boa chance, os gaúchos pecaram na finalização. Barrios desperdiçou a melhor oportunidade do visitante no confronto e acabou substituído.

De volta ao time, Hudson faz terceiro gol de cabeça pelo Cruzeiro

Ausente de oito jogos do Cruzeiro na temporada por conta de uma lesão na coxa direita, Hudson retornou à equipe titular no triunfo sobre o Sport, no último domingo, no Mineirão. O meio-campista barrou Lucas Silva e seguiu no time diante do Grêmio. E ele fez o terceiro gol pelos mineiros no duelo. Em escanteio cobrado por Thiago Neves, o camisa 25 apareceu na área para conferir. Foi o terceiro dele desde a chegada à Toca da Raposa II. Os dois anteriores (contra São Paulo e Palmeiras) também foram de cabeça.

Confusão na chegada do ônibus celeste

A chegada da delegação celeste ao Mineirão foi marcada por uma confusão envolvendo torcedores e policiais. Sem conseguir liberar as vias que dão acesso ao estádio para a passagem do ônibus, a PM usou bombas e gás lacrimogênio para afastar os torcedores, que responderam arremessando garrafas e latas em direção às autoridades.

De branco, Cruzeiro se inspirou no primeiro título

Assim como aconteceu na final de 1993, o Cruzeiro entrou em campo com o uniforme branco para tentar superar o Grêmio. Naquela ocasião, contra o mesmo adversário, a Raposa triunfou por 2 a 1 no Mineirão e levantou sua primeira taça da Copa do Brasil após empatar sem gols no jogo da ida, em Porto Alegre.

Fábio pega pênalti de Luan e leva Cruzeiro à final

A disputa por penalidades foi um festival de erros. Fernandinho e Rafael Sóbis converteram os primeiros. Edilson acertou a trave, mesmo caminho da cobrança de Everton. Marcelo Grohe defendeu as cobranças de Robinho e Murilo. Arthur balançou a rede e Raniel também estufou a meta. Fábio pegou o pênalti de Luan e Thiago Neves converteu.

Ficha técnica
Cruzeiro x Grêmio

Motivo: partida de volta da semifinal da Copa do Brasil
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: 23 de agosto de 2017 (domingo)
Horário: às 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ/Fifa)
Assistentes: Rodrigo F Henrique Correa (RJ/Fifa) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Cartão amarelo: Diogo Barbosa, Thiago Neves, Hudson (Cruzeiro); Lucas Barrios, Bruno Cortez, Edílson (Grêmio)

Gol: Hudson (1-0) - 6'/2ºT

Pênaltis:

Fernandinho fez (0-1)
Rafael Sóbis fez (1-1)
Edilson perdeu (1-1)
Robinho perdeu (1-1)
Everton perdeu (1-1)
Murilo perdeu (1-1)
Arthur fez (1-2)
Raniel fez (2-2)
Luan perdeu (2-2)
Thiago Neves fez (3-2)

 

Cruzeiro
Fábio; Ezequiel, Murilo, Léo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson (Rafael Sóbis - 41'/2ºT), Robinho e Thiago Neves; Alisson (Arrascaeta - 29'/2ºT) e Élber (Raniel - Intervalo). Técnico: Mano Menezes.

Grêmio
Marcelo Grohe; Edílson, Bressan (Bruno Rodrigo - 40'/2ºT), Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur, Ramiro (Fernandinho - 37'/2ºT), Luan e Pedro Rocha; Lucas Barrios (Everton - 11'/2ºT). Técnico: Renato Portaluppi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos