Campeão sem jogar, lateral estreou contra o Fla e quer 1ª Copa como titular

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

    Titular absoluto do Cruzeiro, Diogo estará em campo na final de quarta contra o Flamengo

    Titular absoluto do Cruzeiro, Diogo estará em campo na final de quarta contra o Flamengo

Segundo jogador que mais entrou em campo na temporada, Diogo Barbosa é nome certo na lateral esquerda do Cruzeiro. Contratado no início do ano com o aval de Mano Menezes, o atleta mantém o futebol em alta e uma regularidade que já o transformou em um dos pilares da equipe, além de ter colhido os primeiros elogios de Tite no comando da Seleção Brasileira. Nesta quarta-feira, Diogo estará novamente entre os onze iniciais da Raposa na finalíssima da Copa do Brasil. Campeão em 2011 com o Vasco, o jogador não teve participação dentro de campo naquela campanha. Desta vez, a chance de saborear a taça pode pintar de uma forma diferente, atuando como titular e revendo o Flamengo, seu primeiro adversário na carreira como profissional.

Nascido em Mato Grosso, Diogo Barbosa foi revelado pelo Vila Nova de Goiás, mas saiu de lá ainda novo e se transferiu para o Vasco, onde subiu para o time profissional. No comando de Paulo César Gusmão, em 2011, ganhou sua primeira oportunidade e debutou em um clássico contra o Flamengo.

"Minha estreia foi contra o Flamengo, eu tinha 17 anos na época. Agora eu posso conquistar um título contra a equipe que fiz minha estreia. Costumo ter lembranças boas jogando contra o Flamengo. Espero fazer com que esse jogo se torne mais uma delas", comentou.

Apesar da pouca idade, na época entre 18 e 19 anos, o lateral também fez parte do elenco que conquistou a Copa do Brasil de 2011. Contudo, Diogo Barbosa, apesar de relacionado, não chegou a entrar em campo em nenhuma das onze partidas daquela campanha. Ainda naquela temporada, ele se transferiu para o Sport e de lá seguiu para o Guarani, Coritiba, Atlético-GO e Goiás antes de chamar a atenção do Botafogo e despontar para o cenário nacional. Observado por Mano Menezes, o jogador foi pedido pelo treinador no final da última temporada e assinou por três anos com o Cruzeiro.

Hoje, Diogo Barbosa é um dos jogadores que mais entrou em campo com a camisa celeste. Das 60 partidas oficiais da equipe na temporada, o lateral participou de 48 jogos, sendo titular em 47 oportunidades. Em números, o lateral só não supera o companheiro Léo, que contabiliza um compromisso a mais. Até aqui, o atleta só marcou um gol com a camisa do Cruzeiro, mas o feito tem grande importância e relação direta com a campanha do time na Copa do Brasil. Nas quartas de final, foi dele o gol que deu a igualdade contra o Palmeiras e evitou a eliminação a menos de dez minutos do fim.

Dono da vaga e com um futebol em evolução, o jogador já teve até seu nome comentado pelo técnico Tite, mas prega bastante cautela. O comandante da Seleção nunca o inseriu na lista de atletas convocados, mas citou seu nome mais de uma vez e mostrou estar atento ao futebol praticado na Toca.

"Fiquei muito feliz nas duas vezes que ele me citou. Sou um cara muito tranquilo, não crio expectativas, tenho os pés no chão. Sei que tem jogadores da posição que estão na frente. Para chegar a uma convocação, ainda tenho um longo período pela frente. Estou focado no Cruzeiro, tenho que trabalhar bem. Conquistar essa Copa do Brasil me ajudaria muito. Mas meu pensamento agora não é esse, é fazer meu papel bem feito. Só assim as chances de ser lembrado irão aumentar. Quem sabe um dia, tudo pode acontecer, mas já fiquei feliz de ouvir meu nome citado, isso me deu mais gás para continuar trabalhando", disse recentemente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos