Herói do Cruzeiro de novo, Thiago Neves pediu para bater o último pênalti

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

Assim como aconteceu na semifinal contra o Grêmio, ficou com Thiago Neves a responsabilidade de ser o último cobrador do Cruzeiro na disputa de pênaltis com o Flamengo, na decisão da Copa do Brasil, após o empate sem gols, no Mineirão. E novamente o camisa 30 não decepcionou. O meia cobrou no alto e fez o gol do título, da quinta conquista celeste no torneio.

Durante a comemoração pela conquista do título, Thiago Neves lembrou da classificação na fase anterior e revelou que o pedido para ser o último cobrador do Cruzeiro foi dele.

"Eu agradeço a Deus por momentos assim. Era uma responsabilidade enorme, pela contratação que o Cruzeiro fez, pelo esforço da diretoria e por acreditarem em mim. Foi assim também na semifinal e pedi para bater o último pênalti de novo. Agradeço a Deus por deixar essa decisão nos meus pés".

Após a batida de Thiago Neves, os jogadores do Cruzeiro foram comemorar, enquanto os jogadores do Flamengo foram se queixar com a arbitragem. Como o camisa 30 celeste escorregou na hora da batida, ficou a sensação que a bola havia tocado em seus dois pés. Mas não foi o que aconteceu, como a transmissão da televisão deixou clara.

"Não bateu no meu pé direito, foi na grama mesmo. Eu escorreguei na hora da cobrança. Mas o juiz não podia voltar um pênalti desse", completou Thiago Neves, que saiu para festejar com os demais companheiros de clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos