Quatro jogadores e uma só vaga. Inter se reconstrói sem Nico e Pottker

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Inter

    Wellington Silva foi bem em seu primeiro jogo como titular do Inter e pode seguir no time

    Wellington Silva foi bem em seu primeiro jogo como titular do Inter e pode seguir no time

Quatro candidatos, uma vaga. Assim está o Internacional para o confronto da terceira fase da Copa do Brasil. Precisando se reconstruir sem Nico e Pottker, titular e reserva do lado direito de ataque, Odairr Hellmann avalias as peculiaridades de cada um dos postulantes ao posto na equipe.

Serão mais dois treinos até o jogo com o Cianorte, na quinta-feira. Terça-feira será o dia mais importante na escolha, já que quarta apenas o recreativo tende a ser realizado por se tratar de uma véspera de partida. E a opção do comandante acarretará mudanças importantes nas características de ataque.

"As opções são Camilo, Wellington Silva, Juan Alano e Marcinho. Vamos procurar alternativas para o primeiro e o segundo tempo e tentar mexer o mínimo possível na estrutura do time, que vem jogando bem. Eu olhei bastante o Cianorte, eles têm uma característica e dentro dela vamos criar nossa estratégia", disse Odair Hellmann.

Camilo: Deslocaria D'Alessandro para o lado direito

Ricardo Duarte/Inter

A opção menos provável é Camilo. Depois de atuações aquém do esperado com o time reserva, o ex-botafoguense está em baixa no elenco. No entanto, caso o treinador do Inter surpreenda e opte por ele, faria D'Alessandro mudar de posicionamento. O gringo atuaria aberto pela direita com Camilo centralizado.

Juan Alano: Um novo meia e coringa no time

Ricardo Duarte/Inter

Juan Alano tem chance por dois motivos. O primeiro é o auxílio a D'Alessandro na criação de jogadas. Atuando aberto, ele faz o movimento em diagonal e espera a aproximação do parceiro para criação de jogadas curtas e tramadas. Além disso, pode virar volante em meio ao jogo dando a Odair oportunidade de mexer no time ofensivamente caso precise.

Wellington Silva: Amplitude, dribles, mas ainda falta ritmo

Ricardo Duarte/Inter

Wellington Silva é o mais cotado. Na primeira partida que começou jogando, o ex-Fluminense teve vitórias pessoais repetidas contra adversários, acertou a trave e deu dinâmica ao time. Pesam contra ele, porém, dois fatores. O primeiro é que ainda não tem o ritmo ideal e não aguenta a partida toda em campo. O segundo é que está acostumado a jogar pela esquerda e não pela direita, onde há espaço agora.

Marcinho: Arma para o segundo tempo

Ricardo Duarte/Inter

Marcinho também luta por oportunidade. Foi bem contra o São Luiz e sofreu o pênalti não marcado que gerou muita reclamação após o jogo. Atua preferencialmente pela direita e seria um substituto natural de Nico e Pottker. Porém, pode ser mais útil ao comando técnico entrando no segundo tempo e dando ao time uma dinâmica diferente. Com adversários cansados, a vitória pessoal pode ocorrer com maior frequência e os espaços já podem aparecer mais por conta do contexto que a partida pode apresentar.

Inter e Cianorte jogam nesta quinta-feira às 19h15 (de Brasília) no Beira-Rio. O jogo de volta ocorre no dia 14 de março.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos