Topo

Futebol


Ídolo no SP, Aloisio explodiu na web com desabafo no CRB sobre 'danone'

Rubens Chiri/São Paulo
Ídolo do São Paulo, Chulapa virou "mito" na internet com as "dez caixas de danone" Imagem: Rubens Chiri/São Paulo

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

2018-02-28T04:00:00

28/02/2018 04h00

CRB e São Paulo, adversários pela terceira fase da Copa do Brasil e que iniciam o confronto nesta quarta-feira, a partir das 19h30 (de Brasília), possuem um elo conhecido pelo futebol e carisma. Aloisio é ídolo tanto entre os alagoanos quanto entre os paulistas. Na capital paulista, Chulapa ganhou o Mundial de Clubes e se tornou “mito” entre os são-paulinos. Já em Maceió, a passagem ocorreu no fim de carreira, mas serviu para impulsionar ainda mais o nome do ex-centroavante.

Aloisio defendeu o CRB entre 2011 e 2012, quando os “memes” ganharam destaque na internet brasileira. Pode-se até dizer que o Chulapa se tornou um dos primeiros virais futebolísticos. Tudo graças a uma declaração/desabafo ocorrida após uma partida pelo clube alagoano. Ali, a velha expressão cunhada ao lado do parceiro Adriano Imperador ganhou o mundo: “danone”.

“Ali eu falei que tomava dez caixas, mas ainda jogava. Agora eu tomo 20 [risos]”, disse Aloisio, agora tranquilo e aposentado em Atalaia, em conversa exclusiva com a reportagem do UOL Esporte.

A declaração de amor para o “danone” ocorreu em 14 de julho de 2012. O CRB vivia situação difícil no Campeonato Brasileiro da Série B. Com gol de Aloisio, os alagoanos venceram o Avaí por 2 a 0 no Rei Pelé, e o atacante desabafou de maneira categórica. Difícil algum fã de futebol e de “memes” que não se recorda das já folclóricas declarações do agora ex-jogador.

“Têm quatro traíras lá na minha cidade [Atalaia] que tenho certeza que vão me aplaudir. É o Jairo, o Minduca, o Cristóvão e o filho do Mané do Ouro, que nem sei que esse rapaz que falou que queria ver eu pobre para me pagar uma Skol. Fala para ele que uma só é pouca, só tomo se for dez caixas, porque eu amo danone”, disse.

Atualmente, apenas dois destes membros ainda dividem o copo com Chulapa. “O filho do Mané do Ouro e Cristóvão eu peço desculpas; para as outras pessoas não. Meu coração sempre perdoa. O que importa é estar bem. Ali foi um desabafo na hora da raiva. Hoje está tudo na paz e tomamos ‘danone’ no mesmo copo.”

A partir de então, Aloisio se tornou uma celebridade da internet. A fama adquirida com os são-paulinos se expandiu, muito em virtude do carisma e simplicidade de Chulapa. A explosão das redes sociais tornou o antigo atacante uma celebridade com mais de 379 mil seguidores.

Agora, pela primeira vez em muito tempo, Aloisio tem o coração dividido. O São Paulo, de quem fala com tanto orgulho e o vestiu nos melhores momentos da carreira, enfrenta o clube do seu estado e onde despontou para o futebol. O jogador promete comparecer ao jogo da volta no Rei Pelé, em 14 de março.

“Estarei lá na arquibancada. Fico feliz de depois receber o São Paulo na nossa terra, aqui em Alagoas. São meus dois times do coração. Saí daqui direto do CRB para conhecer o Brasil no Flamengo. O São Paulo, que desde criança eu sonhava em jogar pois é meu time do coração, me deu a chance de ganhar um mundial”, recorda um nostálgico Aloisio, sempre disposto a recordar os grandes momentos.

“Em um time, dei o passe para o título do Mundial que parou o Brasil todo, dei o passe à la Ronaldinho Gaúcho do Paraguai. Depois voltei para Alagoas e dei o passe para o Vanderlei, no último minuto, fazer o gol no Rei Pelé contra o ASA que nos deu o título do Alagoano. De coração, fico muito feliz em ver as equipes que amo disputando a Copa do Brasil”, encerrou.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO X CRB

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 28 de fevereiro de 2018, às 19h30
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor e Mauricio Coelho Silva Penna (ambos do RS)

SÃO PAULO: Sidão, Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Reinaldo; Hudson, Petros e Valdivia; Marcos Guilherme, Cueva e Diego Souza. Técnico: Dorival Júnior.

CRB: João Carlos, Ayrton, Boaventura, Anderson Conceição e Diego; Feijão, Ratinho, Serginho e Willians Santana; Neto Baiano e Juninho Potiguar. Técnico: Mazola Júnior.

Mais Futebol