Jean diz por que desistiu de bater falta em estreia: "Era muito na lateral"

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

Jean enfim fez sua estreia pelo São Paulo, mas lamentou a circunstância que o levou ao jogo contra o CRB de última hora: a lesão de Sidão. Além disso, o goleiro explicou por que desistiu de bater uma falta no início do segundo tempo, quando a vitória por 2 a 0 já estava consolidada.

"A torcida pediu, os jogadores mandaram ir e o Dorival deixou, mas era muito para a lateral, então deixei o Cueva. Não faltarão oportunidades", afirmou à rádio Bandeirantes na noite desta quarta-feira, após a vitória por 2 a 0. "Não quero me comparar ao Rogério", disse mais tarde, na zona mista.

Sidão havia sido escalado por Dorival Júnior, mas sentiu uma contratura no músculo adutor da coxa direita enquanto fazia o aquecimento no Morumbi e foi cortado de última hora. Contratado junto ao Bahia em dezembro, Jean foi o escolhido para substitui-lo.

"Quando eu vim aqui para o São Paulo, já sonhava em ter a minha oportunidade. Não assim, infelizmente, com a lesão de um companheiro nosso. Espero que o Sidão se recupere bem. Sempre fiquei pronto para ajudar quando o São Paulo precisasse de mim. Graças a Deus, pude fazer minha estreia e ajudar o São Paulo a sair vitorioso", disse o goleiro ao Premiere.

De maneira inesperada, Jean ainda foi um bom articulador ofensivo. Foi dele o passe que iniciou a boa jogada de Militão, que arrancou, tabelou com Cueva e fez o segundo gol tricolor - Valdívia já havia marcado o primeiro minutos antes.

"Vi o Militão livre, dei o passe e graças a Deus saiu o gol", relatou, antes de adotar um discurso de humildade. "Não gosto de falar muito sobre mim. O Sidão também tem muita qualidade com os pés e o Dorival gosta disso, utiliza muito e tem dado certo", elogiou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos