Flu 'consagra' Aranha, perde de virada e terá de vencer Avaí em SC

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Fluminense não conseguiu traduzir em gols as oportunidades criadas e acabou derrotado por 2 a 1 pelo Avaí, nesta quinta-feira, no Nilton Santos (Engenhão). Entre os vários gols perdidos, muitos podem ser colocados na conta de Aranha, que teve grande atuação e conquistou excelente resultado para os visitantes. Ibañez abriu placar, mas André Moritz e Rômulo decretaram o triunfo catarinense.

Agora o Fluminense terá de vencer em Santa Catarina para chegar à quarta fase da Copa do Brasil. De acordo com o novo regulamento, não há gol qualificado, o que quer dizer que apenas o saldo de gol simples importa. Assim, o Tricolor terá de vencer por um gol de diferença para levar para as penalidades. Os catarinenses jogarão pelo empate no próximo dia 15.

Confusão na entrada do estádio

Com o jogo marcado para 19h15, é inevitável o atraso de torcedores. Isso gerou um grande fluxo de tricolores nas catracas quando a partida já havia começado. Alguns deles perderam a cabeça e tiraram as grades que organizavam a fila. Foi o suficiente para a polícia utilizar bombas de efeito moral. Após alguns minutos, a torcida voltou a entrar normalmente no estádio.

Flu abre placar com jogada ensaiada

Jogando no Rio, o Fluminense aproveitou os primeiros minutos para pressionar o Avaí. Jadson arriscou de muito longe e exigiu boa defesa de Aranha. O primeiro gol, no entanto, saiu aos 10min, em jogada ensaiada. Sornoza levantou para Gum, que de cabeça, jogou para dentro da área. Ibañez se antecipou a Aranha e desviou para as redes.

Avaí tenta reação

Após sofrer o primeiro gol da partida, o Avaí passou a buscar a reação. E quase que ela acontece de forma imediata. André Moritz recebeu na entrada da área e chutou firme no canto esquerdo de Julio Cesar. O goleiro do Fluminense nada fez, apenas olhou e viu a bola sair pelo lado, tirando tinta da trave.

Flu quase amplia com golaço de Marcos Jr

O jogo ficou franco e o Fluminense quase tirou proveito dessa situação aos 24min, Marcos Jr recebeu grande passe de Richard e percebeu a antecipação de Aranha. O atacante do Tricolor tocou por cobertura e faria um golaço, mas o goleiro do Avaí se recuperou e deu tapa milagroso para evitar o segundo.

Mas é Avaí quem empata

Quando a vitória parcial parecida definida, o Fluminense sofreu um duro golpe. Persistente, o Avaí conseguiu o empate aos 42min. A defesa do Tricolor bobeou e viu a bola sobrar para André Moritz na entrada da área. Ele emendou um voleio e estufou as redes: 1 a 1.

Gilberto evita virada do Avaí

Fechado e com rápido contra-ataque, o Avaí mostrava perigo quando chegava ao ataque. aos 17min, quase os visitantes chegaram à virada. Guga invadiu pela direita e cruzou na medida para Rômulo. Gilberto, porém, se antecipou, fez o corte e tirou o que seria o segundo dos catarinenses.

Avaí consegue virada

Jogando no erro do Fluminense, o Avaí conseguiu chegar à virada. Após perder boas chances, os catarinenses foram decisivos. Marlon Freitas errou saída de bola e armou contra-ataque fatal. Rômulo recebeu passe, driblou Julio Cesar e tocou para as redes, aos 30min.

Flu tenta empate

O Fluminense foi para o abafa nos minutos finais e por muito pouco não conseguiu o empate com Marlon Freitas. O volante chutou e viu a bola desviar em Alemão. Aranha teve que se esticar todo para evitar o gol

E quase leva terceiro

Por outro lado, o Fluminense ficou muito exposto e por pouco não marcou o terceiro. Isso só não ocorreu porque Gum tirou chute de Rômulo em cima da linha. Para o Tricolor, dos males o menor.

FLUMINENSE 1 X 2 AVAÍ

Data e hora: 01/03/2018, às 19h15 (horário de Brasília)
Local: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)
Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques (SP)
Cartões amarelo: Richard (FLU) André Moritz (AVA)
Gols: Ibañez, aos 10min, e André Moritz, aos 42min do primeiro tempo; Rômulo, aos 30min do segundo tempo

Fluminense
Julio César; Renato Chaves, Gum e Ibañez (Robinho); Gilberto, Richard, Jadson, Sornoza (Marlon Freitas) e Marlon; Marcos Jr e Pedro
Técnico: Abel Braga

Avaí
Aranha; Guga, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Luan, Judson e André Moritz (Marquinhos); Rômulo, Luanzinho e Getúlio (Maurinho)
Técnico: Claudinei Oliveira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos