Aguirre tira peso de erros no SP e celebra tempo para impor novo esquema

Do UOL, em São Paulo (SP)

O São Paulo sofreu sua segunda derrota consecutiva na temporada, a terceira nos cinco jogos sob o comando de Diego Aguirre. E assim como havia acontecido na eliminação para o Corinthians no Campeonato Paulista, erros defensivos custaram o resultado diante do Atlético-PR nesta quarta-feira. Dois vacilos levaram o Tricolor a perder por 2 a 1 na Arena da Baixada, no jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil.

Primeiro com Rodrigo Caio, que errou o tempo de bola e deixou Pablo sozinho, depois com Reinaldo - o lateral até se recuperaria na partida, dando assistência para Tréllez e quase marcando de fora da área. Aguirre, porém, não quis jogar a responsabilidade da derrota sobre a dupla: "Erros acontecem. Não [falou com o Rodrigo Caio]. Não podemos ter desculpa nenhuma, são coisas que acontecem. Temos de assumir os erros e trabalhar para que não aconteçam. Temos de melhorar como equipe e individualmente".

Além dos erros individuais, a partida em Curitiba foi marcada pela expectativa de um novo esquema ser apresentado por Aguirre. O uruguaio treinou, além do usual 4-3-3, uma formação com três zagueiros, mas não colocou em prática para iniciar o confronto com os atleticanos. O time foi mal, defensiva e ofensivamente, e só cresceu justamente quando a mudança tática foi imposta pelo técnico. Saíram Petros e Marcos Guilherme, entraram Régis, estreante, e Cueva.

A ideia, agora, é dar uma sequência maior a esse esquema. E isso só poderá acontecer graças ao intervalo de oito dias entre a partida desta quarta e o jogo da próxima quinta-feira, às 21h30, que marcará a estreia na Copa Sul-Americana. O São Paulo enfrentará o Rosário Central, na Argentina. Quatro dias depois, estreia no Campeonato Brasileiro, contra o Paraná, no Morumbi.

"Toda mudança de sistema precisa de tempo, precisamos ir passo a passo, não dá para achar que três zagueiros são solução. Não é certo isso. Gosto desse sistema, mas não é pensar que será uma coisa ou outra. Temos de pensar em jogar dependendo da circunstância, muitas coisas podem decidir. Temos de trabalhar com calma e agora teremos tempo. Vamos ver o que acontece. Sinto que podemos avançar", ressaltou.

Esse cenário com três competições ao mesmo tempo, de imediato, assusta, mas Aguirre confia que os jogadores estão preparados para a sequência de partidas importantes. O próprio treinador já parece calejado. Afinal, os cinco jogos à frente do São Paulo até aqui foram em partidas eliminatórias, por dois torneios diferentes.

"É uma situação que não deveria ser, mas é assim, então não temos que pensar. Falo sinceramente que o São Paulo vai melhorar a cada jogo, e sou muito otimista que vamos encontrar o caminho certo para que a torcida fique feliz com o time. Temos de tentar superar esses momentos e melhorar. Foi uma derrota que não esperávamos, mas o time fez de tudo. No fim, tivemos chance de fazer o segundo gol. Estamos no caminho para melhorar. Agora é pensar na Copa Sul-Americana, e no começo do Brasileiro. É muita coisa importantíssima e decisiva para o São Paulo", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos