Corinthians bate Vitória com dois de Romero e vai às quartas da Copa do BR

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O Corinthians conseguiu se reabilitar depois de quatro jogos sem vencer. Atrás de um triunfo simples para avançar às quartas de final da Copa do Brasil, o time alvinegro derrotou o Vitória por 3 a 1 na Arena de Itaquera nesta quinta-feira (10). Maycon e Romero, duas vezes, fizeram os gols corintianos. André Lima diminuiu para a equipe visitante quando os paulistas já tinham construído o placar.

O jogo em Itaquera foi marcado pela postura ofensiva do Corinthians diante de um adversário extremamente fechado na defesa — qualquer empate levaria a decisão para os pênaltis. O time de Fábio Carille, porém, conseguiu furar a retranca ainda no primeiro tempo, com o volante Maycon. Romero, aos 13 e aos 20 minutos da etapa final, também foi às redes e encerrou um jejum de 21 jogos sem marcar.

O Corinthians volta a campo no próximo domingo. De volta ao Campeonato Brasileiro, o time alvinegro recebe o Palmeiras em Itaquera. Já o Vitória vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Vasco, também pela quinta rodada no Nacional. O duelo será no domingo.

Os melhores: Maycon e Romero

Ale Cabral/AGIF

A dupla de corintianos se destacou na partida de modo distintos. O volante mostrou boa chegada ao ataque. Antes de marcar o seu gol, ainda assustou o Vitória em um chute forte na entrada da área. O atacante foi mais brigador, lutou por cada bolo como lhe é característico, e deu fim a um jejum de 21 jogos marcando dois gols e resolvendo a partida.

O pior: Caique

O goleiro do Vitória foi o responsável direto pelo gol de Maycon no primeiro tempo. Depois de um cruzamento forte de Gabriel, Caique espalmou para o meio da área, nos pés de Maycon, que chutou sem chance de recuperação do arqueiro do time baiano. Praticamente a mesma coisa aconteceu no segundo gol alvinegro, com o rebote desta vez sobrando na medida para Romero.

Corinthians encontra um Vitória fechado

O Vitória veio a São Paulo com um objetivo claro: se trancar na defesa e sair no contra-ataque para tentar garantir a vaga no tempo normal. Com mais posse de bola, o Corinthians encontrou uma equipe muito empenhada na marcação, que armou duas linhas de quatro na defesa e ainda contou com Neilton e Denilson no campo de defesa quando era atacada.

Ataques corintianos

A estratégia do Corinthians para sair da forte marcação foi abrir o jogo. Foi dessa forma que o time de Fábio Carille conseguiu assustar o Vitória aos 15 do primeiro tempo. Rodriguinho, na entrada da área, recebeu de costas, virou e serviu Romero à esquerda. O paraguaio cruzou rasteiro para o próprio camisa 26, que viu o goleiro Caique fazer o corte.

Contra-ataque e chance com Pedrinho

Em um dos poucos ataques do Vitória quase deu a chance para o Corinthians acertar um contra-ataque. Nele, Pedrinho recebeu na frente e, com liberdade, cruzou para o meio da área. A bola bateu na zaga e sobrou para Maycon, que bateu forte para a defesa de Caique.

Gol de volantes

De tanto martelar — Mantuan teve uma grande oportunidade de marcar aos 24 —, o Corinthians enfim conseguiu furar a retranca baiana. Após um lateral cobrado, o volante Gabriel fez boa jogada pela direita e cruzou por baixo. Caique espalmou para o meio da área, justamente onde estava Maycon. O camisa 8 bateu seco e balançou a rede em Itaquera.

Vitória volta com mais um atacante

Precisando de pelo menos um empate parar decidir a vaga nos pênaltis, o Vitória voltou com uma formação mais ofensiva na retorno do intervalo. O técnico Vagner Mancini promoveu a entrada de André Lima na vaga do volante Willian Farias. Neilton, com isso, passou a atuar mais recuado, com dois atacantes pelos lados, além do centroavante. 

Corinthians mata o jogo com dois de Romero

O time alvinegro praticamente garantiu a vaga nas quartas de final com um gol de Romero, logo aos 13 minutos da etapa final. Balbuena iniciou a jogada, que teve sequência com Jadson. O camisa 10 deixou o atacante paraguaio na cara do gol — ele precisou chutar duas vezes para marcar (assista acima). Aos 20, Romero fez outro: Sidcley cruzou e o camisa 11 usou a cabeça para fazer 3 a 0.

Fim de jejum e comemoração especial

Daniel Vorley/AGIF

Com os gols marcados nesta quinta-feira, Romero encerrou um jejum de 21 jogos sem ir às redes — o último tento tinha sido feito no dia 21 de janeiro, contra o São Caetano. O paraguaio ainda aproveitou para lembrar dos quatro anos da Arena Corinthians, aberta em 10 de maio de 2014. O atacante é o artilheiro do estádio, com 23 gols.

Pedrinho quase faz um gol de placa

Com a vitória bem encaminhada, o Corinthians passou a atuar de forma mais leve. Aos 26 minutos do segundo tempo, Pedrinho, titular pelo segundo jogo seguido, fez fila na entrada da área, passou por três e, mesmo sem ângulo, chutou a bola na trave. Pouco depois ele foi substituído por Mateus Vital, tendo recebido aplausos e tido seu nome cantado na Arena.

André Lima desconta em Itaquera

Atrás de um milagre, o Vitória conseguiu marcar o gol de honra aos 31 minutos, depois de um cruzamento de Guilherme Costa. Após o levantamento do meio-campista, a defesa do Corinthians falhou e deu espaço necessário para André Lima finalizar. O centroavante não desperdiçou a chance e fez de cabeça.

Homenagem a Fabio Koff

Antes de a bola rolar, o ex-presidente do Grêmio, Fábio Koff, que faleceu na manhã desta quinta-feira, recebeu uma homenagem no gramado. Os jogadores dos dois times ficaram posicionados no meio-campo, onde fizeram um minuto de silêncio em memória do dirigente, que também esteve à frente do Clube dos 13.

Agora só depois da Copa 

Os duelos das quartas de final da Copa do Brasil só serão disputados após a disputa da Copa do Mundo. Até agora, Corinthians, Grêmio e Flamengo estão garantidos na fase. Mais cinco equipes se juntarão a esses times, que garantiram R$ 3 milhões pela vaga nas quartas.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 x 1 VITÓRIA

Data: 10 de maio de 2018, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Competição: Copa do Brasil (volta das oitavas)
Público: 29.625 pagantes (total: 29.840)
Renda: R$ 1.280.969,60
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn (ambos do PR)
Cartões amarelos: Rhayner e José Welison (Vitória)
Cartão vermelho: José Welison

Gols: Maycon, aos 38 minutos do primeiro tempo. Romero, aos 13' e aos 20', e André Lima aos 31 minutos do segundo tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Mantuan, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon (Paulo Roberto); Pedrinho (Mateus Vital), Jadson (Emerson Sheik), Rodriguinho e Romero. Técnico: Fábio Carille

VITÓRIA: Caique; Zé Welison, Aderllan, Kanu e Pedro Botelho; Willian Farias (André Lima), Uillian Correia, Yago e Rhayner; Neilton (Luan) e Denílson (Guilherme Costa). Técnico: Vagner Mancini

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos