Foi falha? Fábio cita quique da bola para explicar gol levado pelo Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

O Cruzeiro venceu o Atlético-PR de virada por 2 a 1 e deu um passo importante para avançar às quartas de final da Copa do Brasil. Na Arena da Baixada, a equipe foi para o intervalo com a derrota, mas conseguiu o resultado positivo com gols de Henrique e Raniel. No lance que inaugurou o marcador, Fábio não conseguiu bloquear a cobrança de falta de Thiago Carleto e dividiu opiniões sobre a possibilidade de defesa. Questionado sobre o assunto, ainda no final do primeiro tempo, o goleiro negou ter falhado.

"Não atrapalhou nada não. A bola quicou e pegou velocidade. Ela até pegou na minha mão, mas não foi o suficiente para fazer a defesa. Vamos continuar focando que vamos fazer o gol", comentou o goleiro, perguntado sobre a possibilidade de ter sua visão encoberta no momento do gol.

Apesar do gol, Fábio realizou três defesas no decorrer da partida e não teve muito trabalho, já que o Atlético-PR, apesar de melhor em alguns momentos, não levou tanto perigo ao gol celeste. No final da partida, o Cruzeiro reagiu e conseguiu a virada. Primeiro com Henrique, contando com a sorte em um chute desviado de fora da área, e depois na jogada individual de Raniel, já nos acréscimos, levando a melhor sobre Zé Ivaldo e tocando na saída do goleiro Santos.

Em vantagem, o Cruzeiro volta agora seu foco para outras competições, já que o jogo da volta será disputado somente após a Copa do Mundo. No próximo sábado, a Raposa visita o maior rival Atlético no Independência. Três dias depois, recebe o Racing, valendo a liderança do grupo 5 da Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos