Vasco vence, mas Bahia segura pressão e pega Palmeiras na Copa do Brasil

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Vasco foi valente e lutou até o fim. A vitória por 2 a 0, no entanto, não foi suficiente para devolver o 3 a 0 sofrido em Salvador, no jogo de ida. Assim, o Bahia conseguiu vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O time baiano encara agora o Palmeiras pelas quartas de final da competição. O jogo de ida acontece no dia 2 de agosto, na Fonte Nova. A volta será no dia 16, no Allianz Parque.

O melhor: Yago Pikachu

No meio ou na lateral, o jogador vive grande momento com a camisa do Vasco. Iniciou partida como meia e era a principal opção ofensiva. No meio do jogo, virou lateral e seguiu como importante peça para o Cruzmaltino no ataque. Converteu pênalti com qualidade e cruzou na medida para o segundo gol, anotado por Andrey.

O pior: Nino Paraíba

O lateral direito do Bahia não viveu uma grande noite. O primeiro gol do Vasco foi graças a ações erradas do defensor do clube baiano. Além de errar na saída de bola, ele ainda deu o bote equivocado em Andrés Rios e cometeu pênalti. Gol que colocou ainda mais o Vasco no jogo.

Vasco sofre para furar retranca, mas abre placar de pênalti

Precisando de muitos gols para reverter o adverso placar da primeira partida, o Vasco encontrava muita dificuldade para furar a retranca do Bahia, que jogava com o regulamento debaixo do braço. Abusando das jogadas aéreas, os donos da casa não conseguiram o espaço que buscavam. Andrés Rios, no entanto, conseguiu uma brecha. Recebeu dentro da área e fintou Nino Paraíba, que cometeu pênalti. Yago Pikachu converteu com categoria e abriu o placar.

O lance gerou polêmica nas redes sociais, com torcedores do Bahia e de outros times pedindo até a presença do árbitro assistente de vídeo (VAR), novidade presente na Copa do Mundo, mas que só passará a valer na Copa do Brasil nas quartas de final. 

Laterais se machucam, e Jorginho queima substituições

Ao mesmo tempo em que comemorava o primeiro gol, a torcida do Vasco passou a se preocupar. Isso porque em seis minutos o time perdeu seus dois laterais por lesão. O primeiro foi Rafael Galhardo (caiu de mal jeito), que deu lugar a Kelvin – Pikachu foi recuado. Em seguida, Ramom avisou a Jorginho que não poderia seguir em campo. Emocionado, foi substituído por Henrique. O treinador ficou com apenas uma substituição pela frente.

Pikachu cruza na medida e Andrey faz segundo do Vasco

Quando o jogo já parecia morno e sem maiores desdobramentos, o Vasco mudou o panorama. Em falta pela direita, Yago Pikachu cruzou na medida para Andrey usar a cabeça e ampliar a vantagem. Ainda faltava um gol para devolver a derrota do primeiro jogo e levar a decisão para os pênaltis.

Rios perde gol livre de marcação

Centroavante da equipe, Andrés Rios se movimentou bastante no jogo. Fez bom primeiro tempo, tanto que sofreu pênalti no lance do primeiro gol da equipe. Ele, no entanto, não teve chance de estufar as redes. Até os 38min do segundo tempo, quando ele recebeu passe de Pikachi e, livre de marcação, mandou para fora. Será que fez falta?

Reforço, Maxi Lopez vai do aeroporto para jogo

O mais novo reforço do Vasco, Maxi Lopez chegou ao Brasil na hora do jogo. Assim que pisou em solo carioca, foi direto do aeroporto para São Januário. O argentino acompanhou a partida na sala do presidente Alexandre Campello.

Torcida do Vasco 'compra briga' e lota 'novo' São Januário

A torcida do Vasco mostrou que está do lado time mesmo na adversidade. Após perder por 3 a 0 no primeiro jogo, em Salvador, os cruzmaltinos esgotaram os ingressos e lotaram São Januário para o jogo desta segunda-feira. A casa do clube, inclusive, ganhou um mural de ídolos nas costas das arquibancadas.

VASCO 2 X 0 BAHIA

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 20h (horário de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Cartões amarelo: Lucas Fonseca, Léo, Vinicius, Zé Rafael e Edgard Junio (BAH) 
Cartões vermelho: Andrés Rios (VAS) Léo (BAH)
Gols: Yago Pikachu, aos 33min do primeiro tempo; Andrey, aos 19min do segundo tempo

Vasco
Martín Silva, Rafael Galhardo (Kelvin), Breno, Ricardo e Ramon (Henrique); Desábato e Andrey; Yago Pikachu, Giovanni Augusto e Wagner (Thiago Galhardo); Andrés Rios
Técnico: Jorginho

Bahia
Anderson; Nino Paraiba (Flavio), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Elton (Edson), Gregore, Vinicius (Régis), Mena e Zé Rafael; Edigar Junio
Técnico: Enderson Moreira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos