Cruzeiro vence Santos em reestreia de Cuca; VAR é consultado na Vila

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

O Cruzeiro venceu o Santos por 1 a 0 nesta quarta-feira, na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A partida teve dois atrativos especiais: a estreia de Cuca no comando santista e do sistema de árbitro de vídeo (VAR). Cuca reestreou no esquema 4-1-4-1, com variações para o 4-3-3, sistema utilizado em seus tempos de Palmeiras e nada pôde fazer de especial para evitar a derrota santista. Já o VAR foi consultado em um lance, mas não mudou a decisão do árbitro. A expectativa só ocorreu no início do segundo tempo, quando os santistas pediram empurrão de Lucas Romero em Gabigol. O juiz ouviu os árbitros de vídeo e mandou o jogo seguir.

O jogo não contou com muitos lances de perigo. No primeiro tempo, o Cruzeiro teve a chance de abrir o placar, mas Vanderlei salvou o Santos. Na segunda etapa, Gabigol perdeu a grande chance do Santos após linda defesa de Fábio. Para piorar, o Cruzeiro fez 1 a 0 com Raniel.

Após o duelo contra o Cruzeiro, o Santos volta a campo no próximo domingo, quando encara o Botafogo, às 16h (de Brasília), no Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já os mineiros enfrentam o Vitória no mesmo dia e horário, no Barradão, em Salvador.

O jogo de volta pelas quartas de final da Copa do Brasil ocorre no próximo dia 15, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Quem foi bem: Fábio salva o Cruzeiro antes do gol

O goleiro Fábio salvou o Cruzeiro quando o jogo estava empatado por 0 a 0. Ele fez uma grande defesa em chute de Gabigol na "cara do gol". Em seguida, evitou um gol de Rodrygo com saída do gol precisa. Na sequência, o Cruzeiro fez o seu gol.

Quem foi mal: Dodô erra bastante e é vaiado

O lateral esquerdo santista abusou dos erros individuais. Só no primeiro tempo provocou vaias dos torcedores com erros em passes curtos, além de escolhas erradas na finalização de jogadas, com a tentativa de cruzamentos de primeira e chutes de longe, que sequer acertaram o gol de Fábio.

Cuca faz diferente de Jair e Chulapa e aposta em 4-1-4-1

Marcello Zambrana/AGIF

A primeira novidade do técnico Cuca foi o esquema tático do Santos em sua reestreia pelo alvinegro praiano. O treinador escalou o time no esquema 4-1-4-1. Jair Ventura usava esse esquema, mas com os atletas em posições diferentes. Cuca utilizou Rodrygo pela direita e Bruno Henrique pela esquerda, com Alison entre as linhas e Gabigol de centroavante. Jair utilizava Rodrygo por dentro e a joia santista perdia potencial. Já Chulapa usou Rodrygo pela ponta direita, mas usou o esquema 4-2-3-1, com Eduardo Sasha de meia centralizado.

Vanderlei salva Santos com duas defesas em dois minutos

Em um jogo de poucas oportunidades de gol no primeiro tempo, Vanderlei apareceu para salvar o Santos com duas defesas em dois minutos – aos 33 e 34 minutos de partida. A primeira foi em um chute de Lucas Silva, que o camisa 1 espalmou para fora. Na sequência, Arrascaeta recebe na marca do pênalti e tentou driblar o goleiro, que abafou e evitou o gol dos mineiros.

VAR duplo na Vila Belmiro

Samir Carvalho/UOL

A Vila Belmiro teve seu primeiro jogo com o sistema de árbitro auxiliar de vídeo (VAR). O árbitro do jogo contou com dois pontos do campo, com um monitor em cada linha de fundo. A opção surgiu por falta de espaço para colocar o monitor ao lado do meio do campo. Foram entre 14 e 16 câmeras no jogo, ao custo de R$ 50 mil por partida. Para efeito de comparação, na Copa do Mundo de 2018, na Rússia, havia apenas uma aparelhagem no centro do campo. Em compensação, eram 32 câmeras por partida.

VAR é consultado

Marcello Zambrana/AGIF

O VAR, sistema de árbitro auxiliar de vídeo, foi utilizado aos 11 minutos do segundo tempo, quando os santistas pediram um empurrão de Lucas Romero em Gabigol dentro da área. O juiz rapidamente ouviu os árbitros de vídeo e o jogo seguiu. Wilson Pereira Sampaio não quis conferir o lance nos monitores.

Rodolfo Rodrigues desfila com Sánchez na Vila

O volante Carlos Sánchez, reforço santista que não foi inscrito a tempo na Copa do Brasil, desfilou no gramado da Vila Belmiro ao lado de Rodolfo Rodrigues antes do jogo contra o Cruzeiro, nesta quinta-feira. Foi a maneira do marketing santista apresentar o uruguaio para a torcida.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 CRUZEIRO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 1º de agosto de 2018, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires
VAR: Bráulio Machado (principal), Helton Nunes e Marcelo de Lima Henrique (apoio)

Gol: Raniel aos 35 mminutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Henrique (Cruzeiro); Gabigol (Santos)

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Renato (Daniel Guedes) e Diego Pituca (Copete); Rodrygo, Bruno Henrique e Gabigol
Técnico: Cuca

CRUZEIRO: Fábio, Lucas Romero, Léo, Dedé, Egídio, Henrique, Lucas Silva, Thiago Neves (Rafinha), Robinho (Rafael Sobis), Arrascaeta e Barcos (Raniel)
Técnico: Mano Menezes

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos