Ex-são-paulino faz contra, e Atlético busca empate com Cerro na 1ª semi

Do UOL, em São Paulo

Tudo igual na primeira semifinal da Copa Sul-Americana, realizada na noite desta terça-feira, no Defensores del Chaco. Depois de abrir o placar com um gol de pênalti, o Cerro Porteño viu o uruguaio Álvaro Pereira, ex-São Paulo, marcar contra e decretar o empate por 1 a 1 com o Atlético Nacional, que agora joga por um empate sem gols na volta - mas sem Borja, expulso - para ir à decisão.

O duelo de volta está marcado só para daqui a três semanas. Acontece no dia 24 de novembro, no Atanasio Girardot, em Medellín, às 22h45 (horário de Brasília). Quem vencer fica com a vaga, enquanto novo empate por 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis. Igualdade por mais de dois gols classifica o Cerro Porteño.

Mesmo fora de casa, o Atlético Nacional foi superior ao Cerro e ficou bem perto de abrir o placar. Mas um pênalti por Macnelly Torres já nos acréscimos, em cima de Cecílio Domínguez, mudou a história do jogo. O próprio camisa 10 foi para cobrança e, com cavadinha, converteu a penalidade para abrir o placar e explodir o lotado Defensores Del Chaco. 1 a 0.

A vida do Atlético Nacional ficou ainda mais complicada no segundo tempo quando seu artilheiro, o atacante Miguel Borja, revidou uma falta com um empurrão na cara do adversário e, o juiz, considerando uma agressão, expulsou o artilheiro. Porém, mesmo com um a menos, o time colombiano conseguiu o empate em uma bola parada – com um gol contra de Álvaro Pereira – e estragou a festa dos anfitriões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos