Calendário apertado de rival pode fazer Chapecoense se beneficiar em final

Do UOL, em São Paulo

  • Paulo Whitaker/Reuters

Finalista da Copa Sul-Americana contra a Chapecoense e participante do Mundial de Clube da Fifa, o Atlético Nacional terá de resolver um problema por conta do calendário das duas competições.

O calendário apertado das duas competições poderia obrigar o time colombiano a escalar reservas na Sul-Americana, o que poderia deixar mais simples o caminho da Chapecoense rumo ao título sul-americano.

O preparador físico do Atlético Nacional, Eduardo Velasco, explicou que o clube colombiano tem uma plano A e um B para conseguir disputar as duas competições de forma adequada.

"Existe um plano A e um plano B desenhados a medida do que seja decidido. A ideia é que os jogadores cheguem em bom nível ao Japão, em um estado de forma ideal, e assim ter uma participação boa no torneio", disse.

A ideia inicial do Atlético Nacional é que o time viaje 14 dias antes para o Japão, para a disputa do Mundial de Clubes da Fifa, que começa no dia 8 de dezembro. Acontece que tanto o primeiro como o segundo jogo da final da Sul-Americana acontecem em cima da hora, dias 30 de novembro e 7 de dezembro.

O planejamento do Atlético Nacional é para que os jogadores estejam adaptados ao fuso horário para entrarem em campo.

"Podemos dividir o elenco em dois para que um grupo viaje antes para a adaptação", explicou o preparador físico.

O treinador do Atlético Naciona, Reinaldo Rueda, não quer pensar em "deixar de lado" o possível título da Sul-Americana. "Ainda que a gente esteja no Mundial, é impossível não pensar em disputar dessa importância (Sul-Americana)", comentou.

 Quer receber notícias da Chapecoense de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos