Liderança no BR muda planos do Corinthians para duelo na Sul-Americana

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

    Rodriguinho é presença esperada para duelo do Corinthians na Colômbia

    Rodriguinho é presença esperada para duelo do Corinthians na Colômbia

O sucesso nas dez primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro fará com que uma nova abordagem seja colocada em prática pelo Corinthians na Copa Sul-Americana. Não se trata de qualquer tipo de desdém pela competição, mas uma prioridade diferente a ser vista a partir desta quarta-feira, em duelo contra o Patriotas-COL que vale vaga nas oitavas de final. 

Até o início de maio, a Copa Sul-Americana era vista pelo Corinthians como uma oportunidade real de atingir dois objetivos importantes para 2017, após um ano de decepções: ganhar um título internacional, de maior expressão que o Paulista e que ainda trataria de assegurar vaga na próxima Copa Libertadores. Mas, o próprio destaque no Brasileirão e a abertura real da chance de mais um título nacional mudaram os planos. 

No início da madrugada de segunda-feira, logo após voltar de Porto Alegre onde bateram o Grêmio, comissão e diretoria do Corinthians se sentaram em São Paulo para afinar os últimos detalhes sobre quem viajaria à Colômbia para o duelo desta noite.

A decisão de deixar Jô, Maycon e Jadson no Brasil havia sido tomada pouco antes e se confirmou naquela reunião que, ao menos por ora, as energias serão todas colocadas no Brasileiro - Romero, se não tivesse tomado o terceiro amarelo no Sul, também seria poupado.

Desde o início de uma nova era na história do clube, em 2008, quase sempre com Fábio Carille inserido, se construiu uma cultura de priorizar uma competição quando há dois troféus em disputa simultânea e o calendário aperta. Até porque, dentro da proposta de jogo que se formou com Mano Menezes e Tite, o que Carille dá sequência, jogar em alto nível de intensidade e concentração são premissas inegociáveis da comissão técnica.

Para reafirmar a importância concedida aos reservas, o atual treinador não titubeou em escolher jogadores em quem confia do banco para atuar na Colômbia. Marquinhos Gabriel, Camacho, Moisés e Kazim, todos de sua confiança, estão escalados e descansados. Quem também está mais inteiro é o volante Gabriel, suspenso no domingo passado. É meio time com bateria recarregada para buscar o resultado fora e trazer a decisão para a Arena, no dia 26 de julho.

A concordância da direção em priorizar o Brasileiro revela, mais uma vez, uma temporada em que parece falar sempre a mesma língua da comissão técnica. Em 2015, também em meio a disputa pelo título nacional, ocorreu o oposto em situação desse tipo e que incomodou o então treinador.  

Diante de mata-mata com o Santos na Copa do Brasil, Tite foi voto vencido na ideia de escalar reservas em jogo na Vila Belmiro e acabou por ver o Corinthians derrotado e por consequência eliminado do torneio naquela ocasião. Nenhum problema, afinal meses depois o time venceu a Série A com méritos. 

FICHA TÉCNICA

PATRIOTAS-COL x CORINTHIANS

Data: 28 de junho de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Competição: Copa Sul-Americana (partida de ida da segunda fase)
Local: Estádio La Independencia, em Tunja (Colômbia)
Árbitro: Mario Díaz de Vivar (Paraguai)
Auxiliares: Eduardo Cardozo e Milciades Saldivar (ambos do Paraguai)

PATRIOTAS: Álvaro Villete; Jesús Murillo, Danilo Arboleda, Óscar Cabezas e Nicolás Carreño; Larry Vásquez e Rafael Robayo; Carlos Mosquera, Omar Vázquez e Mauricio Gómez; César Valoyes. Treinador: Diego Corredor. 

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel e Camacho; Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Romero; Kazim. Treinador: Fábio Carille.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos