Torcedores do Flamengo jogam bombas e grades após derrota na final

Leo Burlá, Pedro Ivo Almeida e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

Uma parte da torcida do Flamengo não reagiu bem ao título perdido da Copa Sul-Americana. Após a partida com o Independiente, que terminou com empate por 1 a 1, alguns rubro-negros atiraram bombas e morteiros nos caminhões de transmissão e na direção da entrada da imprensa no Maracanã.

Grades das arquibancadas também foram arremessadas, de modo que a saída do estádio se transformou em uma praça de guerra. Houve muita correria em todos os portões, principalmente no F. A Polícia Militar dispersou os torcedores com gás de pimenta, jatos d'água e balas de borracha.

Do lado de fora, alguns flamenguistas jogaram paus, garrafas e pedras na direção do estacionamento. A situação também ficou muito delicada nos arredores da estação Maracanã, do metrô. Um público de 62.567 (54.963 pagantes) foi ao Maracanã na noite desta quarta (13), mas o Flamengo precisava vencer a equipe argentina para, no mínimo, levar a decisão para os pênaltis.

O Independiente havia vencido por 2 a 1 na Argentina, de modo que uma vitória rubro-negra por um gol de diferença, por qualquer placar, levaria o jogo às penalidades. No entanto, o empate frustrou as expectativas do clube da Gávea e provocou reações de irritação da torcida brasileira, que cantou "time sem vergonha" ao apito final.

Clique aqui para ver os gols e os melhores momentos da segunda partida da final

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos